Jogo chave

Estimados leitores. Perpasso rapidamente por aqui para lhes dizer que a expectativa pelo jogo de amanhã, malgrado seja das melhores possíveis em razão do esgotamento dos ingressos, certeza de casa cheia e muita pressão por parte da nossa torcida, é de um duelo cuja vitória, por mais simplória que eventualmente aconteça, será de suma importância. 

Jogo chave (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Jogo chave para o Fluzão! (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Numa rápida leitura das duas próximas rodadas vindouras, percebe-se que há grande chances de haver uma considerável diminuição de pontos, tanto na parte de cima, quanto na parte debaixo da tabela.

Uma vitória sobre a Macaca nos deixará com 24 pontos, mesma pontuação que o rival de amanhã (embora não possamos ultrapassá-lo nessa rodada por causa do número de vitórias que continuará menos um), mas que nos fará subir ao menos duas posições, saltando no mínimo para a 10ª colocação, vez que o São Paulo, 9º colocado com 22 pontos, enfrenta a Chapecoense, 10º colocado, também com 22 pontos.

E o Internacional ainda contará com um visitante indigesto que é o Corinthians. Podemos até ficar com a 9ª posição, dependendo dos resultados.

Com o adiamento da rodada contra o Figueirense, ficaremos uma semana treinando forte, colocando o pessoal que acabou de chegar ainda mais em forma, sendo que ainda veremos a possibilidade de mais encurtamento de pontos nos duelos São Paulo e Atlético Mineiro, Santos e Flamengo, sendo que quem pode se dar bem nessa é o Grêmio, que receberá o Santa Cruz, e o Atlético Paranaense que receberá o Corinthians. Chapecoense receberá o Palmeiras na Arena Condá. A tendência é embolar mesmo.

Depois disso, fecharemos o turno contra o Internacional, em Porto Alegre para, em seguida, começar um novo campeonato, já se podendo fazer projeção sobre possibilidades x viabilidades, elenco x desempenho, fator casa x jogos fora.

Dessarte, amanhã é dia de fazer Edson Passos ferver, mas tendo em mente o quão importante será a conquista de uma vitória amanhã. Simbora!  

Rápida Triangulação:

– Sornoza e Orejuela. Gostei muito. Excelentes contratações. Bola dentro da Diretoria. Eu que sempre pedi um VOLANTE que saiba jogar, do nada ele cai do céu e como uma luva. Nosso sistema defensivo será outro em 2017. Anotem aí. E o tão sonhado camisa 10 também dará outra tônica no nosso meio para frente. Pessoal, sem nostalgia: estamos em 2016, prestes a entrar em 2017! Thiago Neves, Conca, Dátolo, que nada. Se fossem os de 2008, ok. Entrementes, os de 2016 e 2017 são consideravelmente inferiores aos de 2008. Portanto, pensamos no futuro, em novos jogadores, numa nova história. Porque não trazem o Mina logo também para fechar com chave de ouro e resolver, definitivamente, o problema da zaga?

Foto:

A contratação do Sornoza foi uma bola dentro! (Foto: Divulgação)

  

– Oposição a qualquer preço não dá. Uma coisa é adiantamento de quota de TV, coisa que nem de longe já podemos visualizar que não aconteceu. Outra coisa é pagamento de Luvas por renovação de contrato, o que em nada interfere no Profut. Quando se consegue fazer contratações decentes, de nível, com destaques da Copa Libertadores, sem patrocínio Master e sócio torcedor decente, o pessoal da oposição, que até agora não mostrou ao que efetivamente está se opondo, reclama também? Muita calma nessa hora, pois não se pode olvidar das chamadas “cláusulas de confidencialidade”, cuja quebra gera elevadas cifras de indenização. Ou seja, qualquer sócio, nessa condição, pode solicitar informações por escrito. É direito do associado. Mas antes de expor a finalidade daquilo que se pede, porque não aguardar a resposta para, após, identificar se ela foi ou não razoável, se levado em conta essas peculiaridades contratuais e financeiras? Aí, se a resposta não for plausível, tudo bem, questiona-se e externa-se as preocupações caso sejam fortes os indícios de irregularidades. Agora, só porque é ano de eleição e, por algum motivo a grana aparece e o Peter, pela primeira vez no seu mandato, consegue finalmente enxergar jogadores de futebol decente, expor o Fluminense gratuitamente à imprensa por mera concorrência presidencial, aí não.   

– Taça Olímpica, Fluminense, Tocha Olímpica. A frapress não tem jeito. Ao invés de ressaltar a nossa Grandiosa Taça Olímpica de 1949, vem na mediocridade de sempre falar do Luzagate, jogando panos quentes em toda aquela falácia que foi rogada, irresponsavelmente, contra o nosso Fluminense. Isso é para vocês verem que estamos sozinhos. O mínimo que deveria acontece é essa Tocha Olímpica entrar em nosso campo, para o efeito de mostrar que nós somos o único Clube do País que detém a maior honraria do Desporto Mundial. Mas ninguém se preocupa com isso. O Governo, tanto Federal, quanto Estadual e Municipal, só se preocuparam em solapar parte do nosso Estádio das Laranjeiras, e década após década criar empecilhos inexistentes para utilizarmos nossa casa. Estamos acolhendo delegações importantes nas Laranjeiras. Mas o pessoal só quer saber da Barra da Tijuca.

Marcos Túlio / Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: [email protected]