EXTRA! EXTRA! Peter Siemsen prepara terreno para contratar “novo Ricardo Drubscky”

EXTRA! EXTRA! Peter Siemsen prepara terreno para contratar "novo Ricardo Drubsky"

EXTRA! EXTRA! Peter Siemsen prepara terreno para contratar “novo Ricardo Drubsky”

Alô, Alô, torcedor tricolor! Você está preparado para mais uma vez ser feito de trouxa pelo Peter Siemsen? Não? Então fique atento ao meu texto.

Na noite de ontem, aproximadamente às 22 horas, tomei conhecimento de uma entrevista do presidente do Fluminense, Peter Siemsen, ao jornalista Gian Amato, do jornal O Globo. Infelizmente, fiquei ciente, a partir de então, que o mandatário tricolor já prepara o terreno para enfiar um “novo Ricardo Drubscky” goela abaixo do torcedor do Fluminense.

Peço perdão ao Ricardo Drubscky, mas ele se tornou o exemplo clássico do padrão de treinador da gestão do Peter Siemsen. Ou seja, profissionais de poucas conquistas ou conquistas inexpressivas na carreira, e sem gabarito para treinar um clube da grandeza do Fluminense.

A desculpa do Peter Siemsen ao escolher treinadores sem qualificação é sempre a mesma: falta de grana! Relembre o discurso do Peter Siemsen na apresentação do Ricardo Drubscky:

“Temos que ser comedidos nos gastos. Às vezes, em um primeiro momento, é importante limitar o investimento para sair forte depois”, Peter Siemsen na apresentação de Drubsky”.

Agora, veja o que o mandatário tricolor disse ontem à noite:

“Encontrei o orçamento estourado e isso pode dificultar. O custo do departamento é mais alto do que planejamos e teremos que reduzir, ao mesmo tempo que tem que arrumar a casa e voltar a vencer”.

Os discursos são semelhantes ou estou enganado? Ou seja, após fracassar com Cristóvão, Ricardo Drubscky, Enderson Moreira e Eduardo Baptista, o mandatário tricolor já esboça repetir a mesma fórmula desastrosa ao escolher o novo treinador do clube das Laranjeiras.

O problema, Peter Siemsen, é que esse discurso de cortes de gastos não cola mais. O senhor viajou à Itália e negociou pessoalmente a contratação do Henrique junto ao Napoli. Fala-se em um investimento de dez milhões de reais pelo quase veterano zagueiro. E quanto ao Richarlinson? Que os principais jornais e portais colocaram como um desejo do senhor, que teria conduzido a negociação, Peter Siemsen? Foram nove milhões gastos no garoto do América-MG… Todos os portais e jornais estão mentindo? Se for, venha a público, informe os reais valores e diga quem foi o responsável por essas contratações. Os torcedores aguardam por isso há a muito tempo. Sempre falta transparência!

Não adianta tirar o seu da reta e jogar a bronca para o Mário Bittencourt. Primeiro que quem colocou ele no cargo foi o senhor, logo, já teria essa parcela de responsabilidade. Segundo que, pelo que coloquei acima, sempre houve a sua participação nas negociações. A “equipe” era entrosada.

Então, agora, quando o torcedor do Fluminense já aguarda um grande nome para substituir o Eduardo Baptista, que foi mais uma das suas apostas, o senhor vem com esse papo furado de cortar gastos? No começo do ano o senhor já prometia os altos investimentos:

“Agora, com a casa mais arrumada, posso garantir que o Fluminense não vai fazer feio em 2016”.

Me desculpe, Peter Siemsen, mas com o elenco que foi montado pelo senhor, Mário e o Simone, colocar outra aposta para comandar, será uma burrice. É mais ou menos como a Ferrari fazer o melhor carro da F1 e colocar o Pastor Maldonado para guiá-lo. Não dá! Não faz sentido!

O empresário do Levir passou o dia de ontem cavando uma proposta para seu cliente comandar o Fluminense. Se não me engano, o cara falou para três rádios, e deixou claro que o Levir Culpi gostaria de treinar o Fluminense. O senhor já sondou o Levir, todos nós sabemos, a pedida foi de R$ 500 mil por mês. Mas ao que tudo indica, o senhor está achando caro o salário.

No entanto, por qual motivo o treinador deve ganhar pouco? É o “maestro” da orquestra. O cara responsável por organizar o time. Uma função muito importante. Provavelmente, os fracassos dos últimos anos passam por essa falta de um treinador de ponta.

Se temos no elenco o zagueiro Gum, que recebe R$ 300 mil para ficar no banco, como não há verba para investir no Levir, que está louco para treinar o Fluminense?

Trata-se de um treinador campeão. Um treinador de ponta, que sempre fez bons trabalhos. Além de ter um perfil sério. Uma ótima opção para colocar ordem na casa. Ao meu ver, o salário pedido não é alto, pois se trata de um profissional que produz resultados.

Pelo amor de Deus, Peter, termine o seu mandato de forma digna e aceite o meu conselho. Não contrate um “novo Ricardo Drubscky”. Se isso ocorrer, a pressão sobre a sua gestão só irá aumentar, pois a certeza do insucesso é grande. Não sacaneie o torcedor do Fluminense. Pense grande, como grande é o Fluminense! ST

Leandro Alves / Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com