A expectativa é a mãe da decepção




Felipe Melo (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.)



O Fluminense iniciou a temporada 2022 cercado de expectativas. Reforços badalados e discursos otimistas da diretoria e da comissão técnica. O que se viu em campo na estreia do Tricolor no Campeonato Carioca, porém, causou grande frustração.

Estou ciente de que foi apenas o primeiro jogo da temporada, mas a atuação da equipe do técnico Abel Braga ligou um sinal de alerta. O tão aguardado 3-5-2 não funcionou. No primeiro tempo, vimos um time bastante desorganizado, com muitos espaços entre os setores e pouca inspiração ofensiva.

Mais consciente em campo, o Bangu se aproveitou dos erros do Fluminense para construir as suas jogadas. Foi o que aconteceu na origem do gol da vitória do Alvirrubro. Felipe Melo perdeu a bola na entrada da área e proporcionou o contra-ataque ao adversário.

É verdade que o Fluminense melhorou no segundo tempo. A entrada do Luiz Henrique no lugar do Felipe Melo deu mais movimentação ao ataque tricolor. As principais jogadas ofensivas criadas pelo Tricolor na etapa final passaram pelos pés do moleque de Xerém.

Ainda assim, o Fluminense continuou sem um padrão tático definido. Os insistentes cruzamentos na área adversária não foram suficientes para o Tricolor chegar ao empate.

O time comandando pelo técnico Abel Braga mostrou muito pouco em sua estreia na temporada. A minha grande preocupação é em relação à Pré-Libertadores. Com o futebol apresentado ontem, o Fluminense correria sérios riscos contra o Millonarios. E falta menos de um mês para o primeiro jogo com os colombianos.

Leandro Alves

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE