A hora do Marcos Júnior no Fluminense




Marcos Júnior com moral junto ao Fluminense.
Marcos Júnior com moral junto ao Fluminense.

O Fluminense sempre foi predestinado a ter grandes histórias.

Não tem jeito, doa a quem doer, só o nosso Fluminense tem o dom de emocionar.

Desta vez, estamos presenciando mais uma grande história tricolor…

História de superação, amadurecimento, força de vontade e, principalmente, de amor ao tricolor.

Com apenas quinze anos de idade, o moleque saiu de Brasília para Xerém.

A saudade bateu, mas bateu forte de verdade. Enquanto ele via seus amigos partindo para suas respectivas casas nos finais de semana, o garoto ficava batendo bola sozinho para distrair sua cabeça.

Passou por um momento delicado quando fez uma cirurgia de hérnia inguinal, que o deixou sete meses afastado do futebol.

A família foi fundamental, mas a mãe foi uma verdadeira guerreira que lutou até o fim…

Dona Francinete largou a capital federal e foi morar em Xerém apenas com o dinheiro de um mês de aluguel no bolso para ajudar o filho na recuperação.

Foram vários períodos complicados… Até o boné que não saia da cabeça dele foi vendido para comprar comida para dentro de casa.

Veio o ano de 2012 e o moleque começou a virar o jogo bonito.

Bela participação na Taça São Paulo e promoção para o time profissional do Fluminense.

No pacote da felicidade, um gol no primeiro jogo da final do Estadual de 2012 e com direito ao apelido de “Resolve”.

Depois da excelente temporada, veio o ano de 2013, e a partir daí, o “Resolve” não conseguiu mais se firmar no Fluminense.

Sucessivas lesões, más atuações, boatos sobre a vida particular, empréstimos para outros clubes…

Depois de quase ter saído novamente do Fluminense, aos 48 do segundo tempo, o Enderson Moreira resolveu bancá-lo…

E pelo visto, o treinador tricolor não se arrependeu…

O garoto está voando em campo, tem papel tático de grande importância e ainda “RESOLVE”!  

Vai com tudo, Marcos Júnior!

O moleque de Xerém tá ditando o ritmo do Fluminense…

E com pinta de que ainda beijará muitas vezes o sagrado escudo tricolor diante da emocionada torcida de guerreiros.

Estamos juntos e misturados, Marcos Júnior! Com emoção e amor, você e o Fluminense chegarão longe.

Saudações Tricolores

Vinicius Toledo / Explosão Tricolor

PUBLICIDADE