A luta continua, mas…




Jhon Arias (FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)



Antes do jogo, confesso que estava bastante preocupado por conta da questão física do time do Fluminense. Nos últimos jogos, a rapaziada deu visíveis sinais de cansaço. Realmente, os caras foram submetidos a uma sequência de jogos e viagens. Eu sei que muitos times estão passando pelo mesmo problema, mas no caso do Tricolor, há uma particularidade: o elenco limitado.

O empate com o Santos, na Vila Belmiro, escancarou ainda mais algumas situações já conhecidas:

1 – Infelizmente, os reservas não conseguem manter um nível aceitável de competitividade.

2 – Caio Paulista não é jogador para o Fluminense. É louvável a tentativa do Diniz em querer fazer com que o rapaz vire um lateral-esquerdo, mas não dá. 

3 – Ainda sobre a lateral-esquerda, Pineida é o reserva imediato. Vale lembrar que ele é destro e atua improvisado na esquerda. O único lateral-esquerdo de origem do elenco é o Cris Silva, que o clube se comprometeu a pagar R$ 9 milhões em “n” parcelas… 

4 – A mudança no intervalo do jogo fez o Fluminense amassar o Santos até conseguir a virada. A ousadia foi premiada! Porém, depois colocou o Wellington em campo, o time ficou com quatro volantes, etc… Foi castigado com um gol de contra-ataque. A dupla Fernando Diniz/Eduardo Barros deu mole.

5 – Coincidentemente, o Wellington voltou a entrar justamente quando o Marcão estava fortemente atuante no banco por conta da suspensão do Diniz. Quem desenterrou o Wellington? 

Dadas as circunstâncias da partida, o empate foi frustrante, inclusive, dá para afirmar que o Fluminense deixou dois pontos na Vila Belmiro. O jogo estava totalmente sob controle, o Santos estava nocauteado após o gol da virada marcado pelo Jhon Arias.

Apesar do resultado, o trabalho do Fernando Diniz segue inquestionável até o momento. O time está muito bem treinado e sabe o que faz com a bola. Quando a rapaziada está inteira fisicamente, o adversário geralmente não enxerga a cor da bola. Sendo assim, sou totalmente contra qualquer tentativa de caça às bruxas. O Fluminense segue bem vivo na temporada, muito mesmo. A luta continua, mas é necessário buscar novas soluções, em especial, para a lateral-esquerda.

Curtinhas:

– Por conta do momento do Fluminense, não acho inteligente arrumar encrenca com o Ganso. É reta final de temporada, o time está muito bem, inclusive, o próprio Ganso vive o seu melhor momento no Tricolor.

– Contra o Cuiabá, acredito que o time estará mais inteiro fisicamente.

– A torcida tem que lotar o Maracanã no próximo domingo.

– Siga-me no Twitter através do perfil @ViniFLU18

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE