Após vitória sobre o Botafogo, Fernando Diniz diz que Fluminense merecia placar mais confortável: “O resultado de 1 a 0 não traduz o jogo”




Fernando Diniz (Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense F.C.)



Fernando Diniz aprovou a atuação do Fluminense no Clássico Vovô

Com gol do zagueiro Manoel, o Fluminense derrotou o Botafogo por 1 a 0, na tarde deste domingo (26), no Estádio Nilton Santos, em clássico válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva, o técnico Fernando Diniz elogiou a postura do Tricolor e ressaltou que a sua equipe merecia um placar mais elástico pelo domínio imposto na partida.

– Fluminense fez um grande jogo, divido também as próprias dificuldades que o Botafogo impôs. A gente acabou dominando a posse desde o início do jogo, mas especialmente no segundo tempo, isso ainda foi mais preponderante. Concordo que poderíamos ter finalizado um pouco melhor em alguns lances, mas a equipe está de parabéns – disse Fernando Diniz.
– Jogar um clássico que você tem praticamente 80% de posse e não cedemos quase nada de contra-ataques para o Botafogo, acho que temos que elogiar ao máximo o time. A gente sabe que no futebol a coisa mais difícil que tem é jogar contra linha baixa, e a mais fácil é marcar em linha baixa, então o Fluminense tem todos os méritos. Fizemos o gol, mas criamos outras chances, tivemos volume de escanteio, chute, finalização… Acho que o resultado de 1 a 0 não traduz o jogo de nenhuma forma – completou o comandante tricolor.



Camisa 10 do Fluminense deu um lindo chapéu no atacante Erison, do Botafogo

Durante a vitória do Fluminense por 1 a 0 sobre o Botafogo, na tarde deste domingo (26), no Estádio Nilton Santos, o meia Paulo Henrique Ganso protagonizou um lance de efeito que viralizou nas redes sociais. No segundo tempo do Clássico Vovô, o camisa 10 tricolor aplicou um chapéu humilhante no atacante alvinegro Erison. Assista ao lance abaixo:

PUBLICIDADE