Com inaceitável falha de marcação no final, Fluminense perde para o Red Bull Bragantino




Foto: Mailson Santana / Fluminense F.C.



Flu sofre derrota em Bragança Paulista

Infelizmente, não deu. Na noite desta quarta-feira (19), o Fluminense sofreu a sua segunda derrota no Campeonato Brasileiro. No estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Tricolor perdeu para o Red Bull Bragantino por 2 a 1.

Primeiro tempo

A partida começou a mil por hora em Bragança Paulista. Em pouco menos de um minuto, o Red Bull Bragantino abriu o marcador. Matheus Jesus acertou forte chute de fora da área e Muriel espalmou para frente. No rebote, Alerrandro mandou para o fundo da rede.

Na saída de bola, Michel Araújo avançou por dentro e passou para Igor Julião, que emendou um toque de calcanhar para Nenê. O meia acertou uma bela chapada no canto direito do goleiro Cleiton.

Ainda em ritmo eletrizante, aos 7′, Michel Araújo invadiu a área pela esquerda e tocou para Nenê. O meia encontrou Evanilson no meio da área livre. O camisa 99 dominou e chutou, mas Cleiton fez uma grande defesa. Aos 16′, em boa triangulação do Bragantino, Alerrandro recebeu na entrada da área e tocou de primeira para a infiltração de Artur. O atacante tentou tirar de Muriel e a bola passou rente à trave do goleiro tricolor.

Com um time bastante veloz, o Red Bull Bragantino passou a ter um ligeiro domínio, mas a equipe pecou bastante na última bola. Já o Fluminense procurou explorar os contra-ataques, porém, a equipe paulista abusou de fazer faltas para frear as ações tricolores. Aos 48′, Claudinho finalizou de fora da área, mas Muriel fez boa defesa.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, Luiz Henrique entrou no lugar de Marcos Paulo para tentar dar vida ao lado esquerdo. E o Fluminense voltou melhor, mas o Red Bull Bragantino voltou a apelar para faltas. Aos 15′, quase o Flu fez o segundo. Após cruzamento de Egídio, o goleiro Cleiton bateu roupa e a bola sobrou para Evanilson. O centroavante levou a melhor na disputa com Léo Ortiz e tocou para trás para Michel Araújo. O meia bateu para o gol e Cleiton se recuperou, desviando para fora! Grande chance desperdiçada.

O técnico Odair Hellmann sacou Nenê aos 20′ para a entrada de Paulo Henrique Ganso. Porém, o camisa 10 não manteve o ritmo do camisa 77. Inclusive, teve uma grande chance para virar o jogo, mas preferiu cavar um pênalti, aos 34′. Três minutos depois, o castigo: Tubarão ganhou de Dodi e Egídio na linha de fundo. Luís Phelipe recebeu sozinho na frente da grande área e finalizou para desempatar. Falha grosseira de marcação da dupla tricolor. Aos 41′, o VAR anulou a marcação de uma penalidade contra o Fluminense.

Com dez minutos de acréscimos, o Fluminense se jogou ao ataque. Igor Julião aproveitou uma sobra, aos 47′, mas o goleiro da equipe paulista encaixou uma boa defesa. O Tricolor seguiu tentando através da velocidade de Fernando Pacheco e Caio Paulista, que entraram nos minutos finais, mas faltou tranquilidade no acabamento das jogadas para tentar salvar um ponto final.

Próximo jogo

Agora, o Tricolor focará na partida contra o Athletico-PR, no próximo sábado dia (22), às 16h (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba, em duelo válido pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Acompanhe a cobertura pós-jogo com notícias, entrevistas, vídeo com os melhores momentos, notas das atuações e muito mais. Fique ligado(a) no canal com a cara da arquibancada verde, branca e grená!

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE