Como está o tratamento do Michael? Confira!




O atacante Michael tenta retomar o rumo de sua carreira com sinais de abatimento. Suspenso por doping por uso de cocaína até agosto, o jogador treina separadamente em Xerém, ponto de partida no passado e possível reinício no futuro. O gancho abalou profundamente o jogador, que perdeu peso desde que foi afastado de suas atividades e chegou a confidenciar a pessoas mais próximas que pode nem voltar a jogar. A rotina de Michael não é fixa, e ele tem passado também parte do seu tempo na casa de parentes, no interior de Minas Gerais.

Para Gerson Oldenburg, empresário do jogador, a hora é de renascimento para Michael, mas o sucesso da empreitada também passa por uma boa dose de vontade própria:

— Só o tempo dirá. É uma doença, só os psicólogos do clube podem falar. O mundo pode fazer tudo, mas você tem de se ajudar. As pessoas que giram em torno dele são reféns das suas atitudes.

O atacante estará livre da suspensão no dia 1º de setembro, ainda a tempo de disputar o Campeonato Brasileiro. Não fosse pelo incidente, o Fluminense talvez não tivesse buscado Magno Alves no Ceará, e teria apostado em Michael para ser o reserva imediato de Fred, já que Walter tinha deixado o clube rumo ao Atlético-PR.

— É um conjunto de coisas que tem de dar resultado. Só o tempo ajudará até que ele volte ao normal, volte às coisas que ele acha que são boas para ele — disse Oldenburg.

Por Explosão Tricolor / Fonte: Extra / Foto: Rafael Cavalieri

PUBLICIDADE