Cristóvão destaca espírito competitivo do Flu




Cristóvão concedeu uma entrevista coletiva e também aproveitou para destacar a doação de seus jogadores na hora de defender.

– São coisas que influenciam sim, o desgaste é ainda maior. Então, a equipe, mesmo sendo técnica, está bastante competitiva. E hoje eu gostei dessa parte competitiva da minha equipe. Principalmente no primeiro tempo, onde não demos chance alguma. Nesse aspecto, eu gostei muito. De marcação, marcamos o contra-ataque o tempo inteiro e tiramos a proposta de jogo deles, que era essa – disse.

Sobre a estreia de Robert na equipe titular, o treinador falou o seguinte:

– A característica do Robert é aquilo que eu estava querendo, que é um pouco mais de rapidez. Consegui isso. Ele levou uma pancada ali, né. Mas a equipe está muito modificada, e ele já conhece os companheiros. Isso, neste momento, é bastante bom – concluiu.

Confira os outros pontos da entrevista coletiva de Cristóvão Borges:

Atuação do time

– Hoje, a constância do jogo foi maior. Eu já havia falado com a equipe eu eles vêm evoluindo. Fizemos um bom segundo tempo, mesmo com as dificuldades do calor e do campo. Tivemos o controle do jogo e conseguimos manter uma boa posse de bola.

Volta dos jovens que disputaram o Sul-Americano

– É, eles já estavam trabalhando com a gente desde o ano passado e vão se juntar para o Carioca e para o Brasileiro. Então, eles jogaram uma competição muito boa, chegam com bagagem. E, com o talento que eles têm, vão contribuir e ajudar muito no Carioca.

Clássico contra o Vasco

– Quero evoluir, vencer para, quando chegar no clássico, estar melhor, mais seguro. Esses jogos que antecedem os clássicos são bastante importantes. Porque o clássico vem, sabemos disso. Vamos controlar a ansiedade, daqui a pouco ela acaba.

Gritos à beira de campo

– Tem campos que são mais difíceis. Como São Januário, que é mais longo. Aqui, como é perto, eles escutam (risos). Quando é mais longe, não. Aí a gente manda recado, e um passa para o outro. Até porque esse é um momento de acertos.

Aproveitamento do ataque

– Hoje foi melhor, melhorou. Não sofremos riscos. Se fizéssemos todos os gols que tivemos chance, ia ser uma goleada. Mas acertamos hoje. Têm jogos que a gente tem muita chance, mas não faz, e aí o adversário cresce, se entusiasma, o desgaste fica maior, ainda mais nesse calor.

Por Explosão Tricolor / Fonte: GloboEsporte.com

 

PUBLICIDADE