Danilo Barcelos salva o Fluminense de derrota para o Ceará




Danilo Barcelos (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)



O Fluminense emplacou o seu sexto jogo invicto, entretanto, ficou apenas no empate com o Ceará pelo placar de 2 a 2, no Maracanã, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Tricolor caiu para a sexta colocação, com 26 pontos, pois o Santos venceu o Coritiba neste sábado. Porém, caso o São Paulo perca o Grêmio por dois gols de diferença, o Fluminense voltará para a quinta colocação.

Primeiro tempo

A partida começou e o Fluminense logo assustou com o Fred, que chutou com certo o perigo por cima do gol de Fernando Prass. Aos 3′, o Tricolor perdeu Yago Felipe, que sentiu a parte posterior da coxa esquerda e foi substituído pelo André. Seis minutos depois, Fred furou na pequena área. Porém, aos 12′, Nenê trocou passes até a bola chegar a Danilo Barcelos, que deu um cruzamento perfeito para Luiz Henrique cabecear sem chances para Prass e abrir o marcador no Maraca para delírio da torcida tricolor! Foi o primeiro gol do garoto como profissional.

O Fluminense seguiu em cima do Ceará, mas desperdiçou algumas chances por ter se precipitado na última bola. Aos 25′, Igor Julião cortou muito mal um cruzamento e a bola sobrou para Fernando Sobral, que finalizou longe do gol.

Em desvantagem, o Ceará procurou apertar a saída de bola tricolor. E o Fluminense passou a ter uma dificuldade maior para sair do seu campo defensivo. Aos 40′, Nenê errou um passe no meio de campo. Na sequência, o Ceará contra-atacou com perigo, mas Sóbis foi bem bloqueado por Digão, mas a bola foi para fora. No escanteio, a equipe cearense empatou. Charles desviou na primeira trave e a bola desviou em Hudson.

Aos 42′, Nenê deu bom passe para Luiz Henrique, que dominou no peito e finalizou para boa defesa de Fernando Prass. Quatro minutos depois, Léo Chú fez boa jogada pela esquerda e rolou para Vina chegar finalizando no canto direito de Muriel, que caiu para fazer a defesa.

Segundo tempo

Após o intervalo, Hudson deu lugar ao atacante Caio Paulista,  logo aos 2′, Vina deu grande passe para Léo Chú, que invadiu a área do Fluminense e finalizou próximo da trave esquerda de Muriel. O Ceará seguiu melhor na partida. Já o Fluminense apresentava uma enorme lentidão na transição. Aos 14′, após boa jogada de Pedro Naressi, a bola chegou a Léo Chu, que invadiu a área e bateu cruzado. Nino chegou travando e colocou para escanteio.

Dominando o jogo, o Ceará voltou a ameaçar aos 22′. Vina invade a área e, após desvio da defesa, a bola sobra para Léo Chú finalizar de perna esquerda para boa defesa do goleiro tricolor. Aos 24′, Odair Hellmann sacou Nenê e Luiz Henrique para as entradas de Paulo Henrique Ganso e Marcos Paulo. Após as substituições, o Fluminense passou a dar um sinal de vida, pois a bola passou a ser melhor trabalhada na armação, mas foi o Ceará que achou o gol, ou melhor, recebeu de presente. Digão errou grosseiramente o domínio e acabou entregando a bola para Vina, que disparou, driblou Muriel e finalizou com força de perna esquerda para marcar o gol de desempate.

Nos minutos finais, o Fluminense se jogou ao ataque, mas não conseguiu furar o bloqueio defensivo cearense. Porém, aos 46′, após cruzamento de Caio Paulista, Fred ajeitou de cabeça para Danilo Barcelos empatar a partida e, consequentemente, salvar um ponto para o Tricolor.

Próximo jogo

Agora, o Tricolor focará na partida contra o Santos, no próximo sábado (24), às 19h (de Brasília), no Maracanã, em duelo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Acompanhe a cobertura pós-jogo com notícias, entrevistas, vídeo com os melhores momentos, notas das atuações e muito mais. Fique ligado(a) no canal com a cara da arquibancada verde, branca e grená!

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE