Desde quando a dupla flaxFlu não liderava um Brasileirão? Você lembra?




Amigos Tricolores, na segunda-feira passada Galvão Bueno perguntou no Programa Bem Amigos há quanto tempo  a dupla flaFlu não liderava o Campeonato Brasileiro. Ninguém sabia.

E sabem qual é a resposta? NUNCA!

NUNCA A DUPLA FLAFLU LIDEROU O BRASILEIRO!!!

Em primeiro lugar temos que ressaltar que tal liderança só pode ser discutida a partir de 2003, quando começaram os pontos corridos.

Antes disso o Brasileiro teve tudo que é tipo de fórmula possível e imaginável. Já tivemos grupos numerosos, classificando alguns para fases seguintes, diversas etapas com diversos grupos, e uma série de outras criativas e enfadonhas fórmulas. E torneios com mais de 100 participantes, eis que era uma competição de cunho político, onde governadores pediam vaguinhas para seus Estados, em troca de favores, em muitas situações em plena ditadura militar.

E por que nunca lideraram em dupla?  Simples: na era dos pontos corridos o time da Gávea episodicamente liderou o Brasileirão. Muito raro mesmo.

O Flu, além de ser o Carioca com mais títulos Brasileiros de pontos corridos, liderou em várias rodadas de vários anos. 

A dificuldade foi lembrar as lideranças do fla. Eu não lembrava. Até no ano em que ganhou, sua arrancada foi na penúltima rodada.

E a própria liderança este ano é fabricadinha pela CBF, que marcou para as 5 primeiras rodadas deles 3 times que subiram da B e 2 que lutaram para não cair da A. Difícil acreditar que isso não tenha sido proposital!

A última liderança deles, em rápido brilhareco, foi em 2011.

Os flamenguistas não gostam de ouvir (nem ler) isso. Mas pontos corridos e time da Gávea não são assim muito íntimos.

Contra fatos não há argumentos. 

Contra números não há chororô.  No máximo um cheirorô…

Aliás, já escrevi sobre isso: o Flamengo ganhava mais Brasileiros quando o Carioca era o principal campeonato do calendário e passaram a ganhar mais Estaduais quando o Brasileirão dominou o calendário, em 2003, na Era dos pontos corridos.

Ou seja, fazem todo o oba-oba com seus títulos, mas estão sempre na contramão da História.

O Estadual perdeu todo o seu prestígio, com seus regulamentos absurdos, nunca coerentes, decidido frequentemente em cobranças de pênaltis, e com jogadas de “erros” de arbitragem absurdos, como o golpe de caratê do zagueiro Rever no Henrique, que decidiu o Torneio em 2017. Só quem fingiu não ver no estádio foi o do apito…

E os “erros” se repetem a cada ano, repetidamente beneficiando quem já sabemos…

Até a Libertadores foi conquistada quando poucos ligavam para a competição,  e os argentinos mesmo mal se importavam em mandar seus times principais. E nem vamos falar do craque deles, o José Roberto Wright, que os classificou vergonhosamente ao eliminar o único time perigoso na competição daquele ano, ou seja, o outro time Brasileiro.

Até a final foi contra um time de mineiros de cobre chileno, um time sem nenhuma expressão no cenário do futebol. Estou errado?

Hoje a Libertadores é diferente, e mais uma vez, para reforçar meus argumentos, o time deles tem sempre muita dificuldade em passar da fase de grupos, passando raramente neste século. Nas últimas 4 só passou este ano, num grupo com times fracos, e assim mesmo foi o único time brasileiro que cedeu o primeiro lugar do grupo a um time argentino.

O Flu disputou menos vezes, é certo, mas nas últimas 4 participações passou bem da fase de grupos, e foi finalista em 2008, numa das maiores injustiças do futebol, onde a desumana altitude resolveu a competição.

Enfim, Amigos, o Galvão esqueceu que sua perguntinha não poderia mesmo ter uma resposta positiva, com tantos fracassos rubro-negros na competição.

E vai o Flu, humildemente, com um time que transpira muito para conseguir os resultados, firme, no pelotão da frente do Campeonato.

Se algum urubu não gostou, desculpe! Isso aqui é escrito para tricolores, ninguém mandou vir bisbilhotar! Verdades doem…

Porque O IMPORTANTE É O SEGUINTE: SÓ DÁ NENSE!!! 

Por PAULONENSE / Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE