E a culpa é da torcida…




Foto: Vinicius Toledo / Explosão Tricolor

E a culpa é da torcida…

Na última terça-feira, o portal “Esporte 24 horas” publicou uma entrevista exclusiva com o presidente Pedro Abad. Diversos assuntos foram abordados, mas o que chamou mais atenção foi a autoavaliação que ele fez sobre a gestão. Diria que foi algo inacreditável.

Veja abaixo:

“Minha gestão é de transição e precisamos fazer uma grande reestruturação. É natural que o torcedor não goste do investimento menor no futebol profissional, mas, infelizmente, é algo necessário para que o Fluminense tenha perenidade e volte a crescer e a conquistar os campeonatos que sempre conquistou. Não adianta querer acelerar no meio da curva. Tem que dar uma segurada e, depois que entrarmos na reta de novo, voltaremos a meter o pé no acelerador. É uma gestão de recuperação e acho que estamos indo bem com erros e acertos. É normal, porque ninguém acerta sempre. Estamos no caminho certo e iremos beneficiar os próximos anos do clube”, disse o mandatário tricolor.

Confesso que li o trecho acima umas trinta e poucas vezes. Gestão de transição? Grande reestruturação?

Primeiramente, até hoje não sabemos a direção apontada pela consultoria da Ernst & Young. Alguns apoiadores do presidente Pedro Abad dirão que ela foi paga do bolso deles e que não devem satisfação alguma. Eu até daria razão, caso eles não tivessem feito tanta propaganda em cima disso no início da atual gestão. Ou seja, eles tratam o sócio e o torcedor como massa de manobra. Somos obrigados a engolir o discurso deles, mas na hora que questionamos, recebemos respostas vazias ou malcriadas.

Por falar na consultoria da Ernst & Young, na semana passada, Alexandre Rangel, que é um dos sócios da empresa, utilizou seu perfil pessoal no Twitter para afirmar que a situação financeira do Fluminense em 2020 deve ser bem melhor que a do triênio 17/18/19, mas ainda longe do ideal. O executivo ainda ressaltou que o clube terá que resistir até maio de 2019, mas que será necessário evitar novas dívidas e realizar cortes nos custos. Caso consiga, ele garantiu que o clube tem tudo para sobreviver, algo que não ocorrerá com outros clubes.

Com base na afirmação do Alexandre Rangel, realizei um questionamento ao executivo da Ernst & Young diretamente no campo de comentários da publicação dele:

Boa tarde, Alexandre! No início da gestão, sua empresa realizou uma consultoria no Fluminense. Na época, a bandeira levantada pela diretoria foi a de que as sugestões apontadas pela Ernst & Young seriam cumpridas. Em menos de um ano, parte da gestão, diga-se Unido e Forte, acusou o presidente de não estar cumprindo com tudo que a Ernst & Young apontou para que o clube se estruturasse profissionalmente. Meses depois, eles deixaram a gestão. Diante deste cenário, pergunto: Você crava que o Flu melhorará se conseguir resistir até maio. Com base no quê? No estudo da Ernst & Young, que, segundo informações, não foi implementado no clube, ou em algum fator que ainda é de desconhecimento público? Abraços

Infelizmente, o executivo não respondeu. Coincidentemente, seis dias depois, o presidente Pedro Abad surge na mídia para falar o seguinte: “Estamos no caminho certo e iremos beneficiar os próximos anos do clube”.

A falta de transparência no Fluminense é o que mais aborrece boa parte da torcida. Isso para não falar nos discursos que tentam subestimar a inteligência do torcedor tricolor. O presidente Pedro Abad e todos os seus escudeiros fieis são insuperáveis nesses dois quesitos. Talvez isso explique uma das maiores rejeições da relação gestão x torcida na história do futebol brasileiro.

Voltando a falar sobre a entrevista do presidente, a declaração de que o clube está no caminho certo é algo que não dá nem para comentar. Seria falar o chatíssimo mais do mesmo de uma gestão que não cumpre nem com as obrigações básicas.

Enquanto isso, executivos falam, mas não falam nada, presidente segue vivendo em outra órbita, escudeiros fieis se escondem no camarote do Maracanã e a conta só aumenta. E, no final dessa história. a culpa é da torcida…

Saudações Tricolores!

Vinicius Toledo



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE