Em congresso da Conmebol, Alejandro Domínguez oficializa cotas de mando de campo e premiações da Copa Libertadores da América 2021




Alejandro Dominguez (Foto: Divulgação)



Em seu 74º congresso, a Conmebol oficializou as cotas destinadas aos clubes pelos mandos e a premiação ao campeão da próxima edição da Copa Libertadores da América. Segundo seu presidente, Alejandro Domínguez, US$ 95 milhões serão disponibilizados para clubes e associações como antecipação de cotas e ajuda no combate à pandemia, para testes de covid-19 e logística das viagens. O campeão da próxima edição pode garantir o valor total de até US$ 23,6 milhões (R$ 132,6 milhões – cotação atual).

Em seu discurso, o presidente da Conmebol deixou claro sua confiança numa nova ordem e mais transparência no futebol da América do Sul.

– O trabalho vem sendo realizado há cinco anos em termos de transparência e gestão profissional para o futebol e porque acreditamos nele – disse Alejandro Domínguez.

– Tudo o que fizemos foi para mostrar que é possível. A casa já está em ordem: é hora de sair para conquistar o mundo – completou o dirigente,  que ainda qualificou o combate à pandemia no futebol de “eficiência extremamente alta”, e destacou que 99% dos 38 mil testes para a covid-19 tiveram resultados negativos.

VALORES DAS COTAS

Primeira Fase  – U$ 350 mil (R$ 1,9 milhão)

Segunda Fase – US$ 500 mil (R$ 2,8 milhões)

Terceira Fase – US$ 550 mil (R$ 3 milhões)

Grupos – US$ 1 milhão (R$ 5,6 milhões) por mando (3 mandos)

Oitavas – US$ 1,05 milhão (R$ 5,9 milhões)

Quartas – US$ 1.500 milhão (R$ 8,4 milhões)

Semifinal – US$ 2 milhões (R$ 11,2 milhões)

Vice-campeão – US$ 6 milhões (R$ 33,7 milhões)

Campeão – US$ 15 milhões (R$ 84,3 milhões)

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE