Em time que está ganhando também se mexe




Foto: Fluminense

Apesar de feliz pela classificação do Fluminense à quarta fase da Copa do Brasil, mais uma vez não fiquei satisfeito com a atuação da equipe comandada pelo técnico Abel Braga. Dizem que em time que está ganhando não se mexe. No entanto, sempre discordei dessa frase. Na minha opinião, sempre é possível buscar algo mais para melhorar um time. Por esse motivo, como um simples torcedor tricolor, irei sugerir algumas mudanças para a equipe titular do Fluminense.

Nos últimos três jogos em que atuou com o seu time titular, o Fluminense sofreu sete gols. Uma média de 2,3 por partida. Na minha visão, apesar dos resultados positivos, a defesa tricolor claramente precisa de mudanças. A mudança mais significativa precisa acontecer na zaga. Uma das minhas apostas para 2017, o zagueiro Renato Chaves tem tido desempenho sofrível como titular. Um desastre, principalmente nas jogadas áreas. Quase sempre leva a pior nas jogadas por cima. Por baixo, também não convence. A solução pode estar no próprio elenco do Fluminense. Nos jogos em que foram titulares, Ygor Nogueira e Reginaldo passaram bastante segurança.

Outra preocupação fica com a dupla de volantes. Apesar de serem jogadores altamente técnicos, quando atuam juntos, Douglas e Orejuela não formam uma dupla de grande marcação. Na verdade, o problema fica com os avanços do Douglas. O equatoriano acaba ficando sobrecarregado em alguns lances. Foi assim que surgiu o primeiro gol do Criciúma no jogo de ida. Talvez a solução não seja fazer uma troca de jogadores. O Abel Braga já deixou claro que é um fã do Douglas. Confesso que também sou. No entanto, é preciso que o camisa 8 evolua no quesito de marcação. Faço uma observação sobre a volância do Fluminense: o Wendel mostrou que pode brigar forte por uma vaga na equipe.

Minha última observação vai para o setor ofensivo. Apesar de estar fazendo gols neste início de temporada, o centroavante Henrique Dourado não me convence como camisa nove do Fluminense. Muitos podem estar satisfeitos com os gols do centroavante, no entanto, na minha visão, para a sequência pesada que teremos pelo restante da temporada, o Tricolor precisa de uma alternativa de mais qualidade. Apesar de ter bom poder de finalização, como mostrou nas últimas cobranças de pênalti, o Ceifador é bastante limitado nos demais fundamentos. O homem sofre com a pelota! Tenho consciência de que o nível técnico dos confrontos do Fluminense na sequência da temporada serão mais elevados. O bicho vai pegar na sequência da Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, sem falar na Copa Sul-Americana. Ainda tenho minhas dúvidas sobre o nosso atual camisa 9. Por esse motivo, testaria o jovem Pedro com maior frequência. Apesar de ainda ser uma promessa, ele mostra que tem um grande potencial. É preciso observar o garoto com mais atenção. Pode vir a ser o centroavante ideal para o nosso Tricolor.

No entanto, evidentemente, nem tudo são críticas. O time do técnico Abel Braga tem um claro padrão de jogo. Por esse motivo, inclusive, tem vencido os jogos. Gostaria de destacar a evolução do lateral-esquerdo Léo Pelé. Jogou como um gigante contra o Flamengo, na final da taça Guanabara. Na noite de ontem, com duas assistências, teve papel fundamental para a classificação do Fluminense.

Saudações Tricolores

Por Leandro Alves – Foto: Divulgação

Acesse a loja oficial do Explosão Tricolor: explosaotricolor.xtechcommerce.com

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail:explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE