Em tom melancólico, Wellington Nem desabafa sobre sua atual passagem pelo Fluminense




Foto: Divulgação / Fluminense FC



Jogador terá o seu empréstimo encerrado no final do mês

Campeão brasileiro pelo Fluminense em 2012, Wellington Nem está muito próximo de deixar o clube pela segunda vez. O contrato de empréstimo do jogador será encerrado no final do mês. Vale ressaltar que o atacante possui contrato com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, até a metade de 2021.

Em entrevista concedida ao jornalista Joel Silva, do portal Lance!, Wellington Nem desabafou sobre a sua nova passagem pelo Tricolor. O jogador praticamente não foi aproveitado desde que retornou ao clube, em julho deste ano.

– Cheguei na metade do campeonato após um período de férias. Precisei de um tempo para me adaptar e acho que foi pouco tempo. Eu vim para o Fluminense para poder jogar, não para ficar no banco e não entrar. Vinha treinando bem, me dedicando o dia todo, chegando mais cedo e fazendo de tudo para poder jogar, mas não entrava nos jogos. Aí quando se entra, estou sem ritmo de jogo – disse o atacante.

Números discretos

Em 19 jogos (a maioria como reserva), Wellington Nem possui números bem discretos. O atacante não deu assistência, contribuindo apenas com oito passes para finalizações, acertou apenas um cruzamento dos 15 que tentou, fez 12 desarmes, conseguiu 11 dribles em 19 tentativas, sofreu 33 faltas e cometeu 18, acertou seis finalizações em 17 chutes, marcando apenas um gol, contra o Internacional, no Beira Rio, situação que fez o jogador acreditar que o futuro seria diferente.

– Contra o Internacional eu fiz gol, entrei bem. Pensei que iria ter sequência, mas não aconteceu. A gente fica triste, mas o futebol é assim, acontecem coisas que não podemos mudar. É triste para mim. Vim ser feliz e não aconteceu. Mas futebol é assim, acontece.

Renovação contratual

Wellington Nem revelou que possui algumas outras opções para a próxima temporada. Sendo assim, o seu futuro está em aberto.

– Isso (renovação) aí está nas mãos dos meus empresários. Tenho contrato com o Shakhtar Donetsk por mais um ano e meio. Não sei o que vai acontecer. Apareceu algumas coisas, mas deixei nas mãos dos meus empresários para a gente vê o que vai decidir. Minha vontade é de ficar, sempre – disse Nem, que desejou sorte ao Tricolor.

– Para o Fluminense eu espero que o ano que vem seja maravilhoso, de conquistas, de disputas por coisas melhores e não só livrar do rebaixamento. O Fluminense não merece isso, a torcida não merece isso. Que seja um ano maravilhoso, se Deus quiser – finalizou.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: Lance!

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE