Entrega de jogo, fraude em sorteio e muito mais: ex-estagiária publica acusações bombásticas sobre os bastidores do Fluminense em 2014




Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Através de rede social, ex-estagiária publicou uma série de acusações bombásticas sobre os bastidores do Fluminense no ano de 2014

Se dentro de campo, o Fluminense segue trabalhando forte na pré-temporada sob o comando de Fernando Diniz, fora dele, o clube segue em total ebulição. No final da manhã da última quinta-feira (10), a ex-estagiária do Call Center do programa de sócio futebol do Fluminense, Gabriela Sagulo, publicou uma sequência de postagens, em seu perfil pessoal no Twitter, sobre os bastidores do Tricolor durante o ano de 2014 (veja a sequência de prints no final da publicação).

Acordo entre a diretoria, comissão técnica para entregar jogo para o América-RN

Na sequência de publicações, a ex-estagiária afirmou que a equipe tricolor entregou o jogo para o América-RN, pela Copa do Brasil 2014. Gabriela Sagulo ainda disse que a decisão de entregar o jogo foi um acordo firmado entre o time, comissão técnica e diretoria. Após ter vencido o jogo de ida por 3 a 0, o Fluminense foi eliminado da competição nacional, em pleno Maracanã, pela equipe potiguar com uma goleada de 5 a 2.

Acusação de fraude em sorteio realizado pelo Marketing

Gabriela Sagulo também afirmou que a ação de Marketing em que o sócio dava um chute em direção ao gol, durante os intervalos dos jogos realizado no Maracanã, era fraudada. Segundo a ex-estagiária, o Departamento de Marketing selecionava os sócios por conta própria. Ela ainda afirmou que nunca houve sorteio e que ainda testemunhou uma situação em que uma estagiária do Marketing selecionou o próprio irmão para participar da ação.

Fred, Peter Siemsen e Levir Culpi

A sequência de publicações bombásticas de Gabriela Salugo também teve o atacante Fred como assunto. Segundo a ex-estagiária, a postura do ex-camisa nove tricolor de se meter em diversos assuntos do clube incomodava bastante o ex-presidente Peter Siemsen. Ainda segundo Gabriela, o ex-mandatário do Fluminense utilizou o treinador Levir Culpi para se livrar do ídolo tricolor. A ex-estagiária ainda afirmou que Fred não queria sair do Flu.

Sequência de sérias acusações

A ex-estagiária ainda citou outras situações envolvendo os nomes do ex-vice de Projetos Especiais, Pedro Antonio, CSM (empresa que atuava na área de Marketing do Fluminense) e Frescatto. Gabriela Salugo também mencionou histórias sobre carga de ingressos distribuídas internamente e relacionamentos, alguns até extraconjugais, entre gestores(as) e estagiários(as).

Vice de futebol em 2014, Mário Bittencourt se manifesta sobre publicação de Gabriela Sagulo

Vice de futebol do Fluminense em 2014, o advogado Mário Bittencourt utilizou o seu perfil pessoal no Twitter para se posicionar sobre a publicação de Gabriela Sagulo em relação ao jogo entre Fluminense e América-RN, pela Copa do Brasil.

– Perdemos naquele dia, perdemos de maneira inaceitável, como perdemos para o Santos em 95 e os personagens não eram os mesmos. As coisas ficaram feias depois no vestiário, lavando a roupa suja em casa, como deve ser feito ente homens de caráter e seguimos em frente ficando entre os 6 primeiros do brasileiro de 2014 – declarou Mário Bittencourt através do seu perfil pessoal no Twitter. O advogado explicou a saída do atacante Fred no intervalo da partida, que foi citada nas publicações de Gabriela Sagulo:

– Na referida partida, diferente do que foi dito, Fred foi retirado do jogo pelo fisioterapeuta Filé (um dos maiores do Brasil e do mundo) quando o jogo estava 2 x 1 para o Flu. A saída dele do jogo se deu pelo fato de ter recebido uma forte pancada no joelho e no tendão patelar que, segundo Filé, levaria a uma lesão muscular e o tiraria do restante da competição, caso seguisse na partida. O placar agregado naquele momento era de 5 x 1 para o Flu e, então, houve uma decisão técnica no intervalo de poupa-lo, justamente porque não se imaginava uma reversão do placar. red queria seguir no jogo porque tinha o objetivo de ser artilheiro da competição, mas foi demovido da ideia justamente por causa do placar favorável – disse o advogado, que ainda criticou o ambiente político do clube:

– Transformar isso numa acusação leviana, maldosa e eleitoreira de que houve um conluio de profissionais renomados do futebol para entregar um jogo? Não posso admitir. Sujeira pura – declarou Mário Bittencourt, que deu a entender que entrará na Justiça contra a autora das acusações.

– As acusações são graves e já estão nas mãos de quem está sendo acusado para as devidas medidas judiciais cabíveis, porque infelizmente, essa sordidez de mentiras deve ser repreendida com severidade em juízo… – concluiu o ex-dirigente tricolor.

Gabriela Sagulo respondeu a sequência de publicações do advogado Mário Bittencourt. Confira abaixo:

 

Confira a sequência de publicações de Gabriela Sagulo sobre os bastidores do Fluminense no ano de 2014:

 

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Não perca: Promoção de jaquetas oficiais do Fluzão!

Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE