Entrevista completa com Ricardo Drubscky. Confira!




Confira a entrevista de Ricardo Drubscky:

DECISÃO NA QUARTA-FEIRA

Quando cheguei aqui, sabia da dificuldade. Inclusive a gente percebia no ambiente desportivo do Rio de Janeiro uma dúvida muito grande se o Fluminense chegaria entre os quatro, pois dependia de terceiros. Tivemos duas vitórias boas, chegamos por méritos nossos à condição de disputar a vaga. Vamos para o jogo sabedores de que era uma condição que a gente buscava. Fluminense vai firme, respeitamos muito o Madureira, que está entre os quatro há algum tempo. Vai ser difícil. A gente espera que o clima de decisão dessa partida conspire apenas para que seja um jogo interessante de se ver, entusiasmante. Que o Fluminense vá e mostre seu potencial. Vamos jogar firmes, com tempero do que a gente quer. Acredito que entraremos firmes, jogaremos bem, acreditando que podemos vencer.

PÉRICLES BASSOLS, ÁRBITRO DA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA

É um camarada de nível nacional, assim como era o Wagner. Se olhar ao longo da minha carreira, tenho uma expulsão na época de júnior. É difícil me envolver com arbitragem, é muito difícil, fico energizado com o jogo. Existem outras instâncias para se preocupar com isso. Quero que o Fluminense entre firme, consciente de que tem que jogar. É nisso que estou preocupado. Meu trabalho é para treinar a equipe. Não tenho treino para roubar a arbitragem. Bassols vai apitar bem, e o Fluminense voltar a vencer.

PUNIÇÃO AO CAPITÃO FRED

Não quero perder jogador nenhum, muito menos o Fred. É muito importe. Se não houver punição ao Fred, acredito que vai ser justiça sendo feita. Vai ser muito importante para nós, ele é muito importante para nós.

DECLARAÇÕES DE FRED

Já falei sobre o que penso do calendário brasileiro. Estou totalmente do contexto desde o início. Quero me isentar sobre esse assunto. Não sou oportunista, nunca fui. Procuro ficar apenas focado no trabalho de campo. Estou trabalhando muito com os jogadores nesse aspecto. Nos últimos três jogos, temos sido muito disciplinados, para que a gente se preocupe apenas com o jogo.

ATUAÇÃO DO FLU E PARCELA DE RESPONSABILIDADE

A gente tem que explicar o que a gente diz. Sempre há interpretações fora daquilo que a gente imagina. O que sempre digo e vocês podem ter nos arquivos, é que no futebol temos que nos adaptar a uma realidade pé no chão, dar tempo ao treinador. Não podemos cobrar com um mês, dois meses. Quando falei sobre o jogo contra o Flamengo, quis passar isso. Não me isento de qualquer responsabilidade. Quando cheguei na segunda, quarta estava no campo. No futebol brasileiro, temos de pegar o boi pelo chifre. A gente foi para o jogo, gostei de muitas coisas que vi do Fluminense. Acho que o placar foi muito exagerado e até injusto pelo que o Fluminense fez em campo. Acho que a equipe mostrou bastante coisa boa, a gente tem muito a crescer com o passar do tempo.

MUDANÇAS NO TIME

Amanhã que vamos ter essa conversa. São 48 horas de recuperação física e psicológica aos jogadores. A gente deixa para conversar nesse prazo. A gente vai trocar ideias, temos muitas coisas desenhadas para o que vamos fazer. Apesar de serem mudanças durante o jogo, mexemos três vezes nos três jogos. Temos criado alternativas nos outros jogos. A sorte que tivemos de fazer três jogos com o mesmo time foi uma coincidência muito boa. Agora, vamos mexer em alguns detalhes. Não vamos ter dificuldade, vamos crescer mesmo com as alterações.

AUSÊNCIA DO VOLANTE EDSON

Já pensei e a tendência é ser o Rafinha, só que não vou definir nada com vocês agora, tenho um treino amanhã, isso é importante. O que falei desde o início é que precisamos dar energia ao nosso elenco. Acredito muito no trabalho com o grupo participando, a gente tem visto respostas interessantes de quem tem entrado. Isso é primordial para que a gente faça um grupo vencedor. O Fluminense está apresentando isso, fico tranquilo sobre isso. Temos jogadores para entrar quarta-feira e não deixar quebrar nada e até melhorar a equipe.

PERDA DE FRED E EDSON

São importantes, fariam falta a qualquer equipe no Brasil. Mas já não penso nos dois para esse jogo. Estou pensando nos candidatos. Estou focado nessas possibilidades, achando que os que vão entrar farão muito bem a função. Trabalho o jogo. Se a gente conseguir colocar jogadores que interpretem bem o jogo, vão superar as ausências.

MADUREIRA

Não tenho dúvida nenhuma que vai ser um adversário difícil, tem individualidades que podem apresentar dificuldades. Apesar de termos tomados três gols, não apresentamos as falhas que apresentamos contra o Barra Mansa. Tivemos sempre ali tomando conta das ações, não ficamos da mesma forma que ficamos contra o Barra Mansa. Equipe mostrou certo equilíbrio. É o que espero contra o Madureira. Que a gente vá mais forte para enfrentar as dificuldades que possam aparecer. É jogo com tempero de final e vamos ficar atentos ao que vai acontecer.

FALHAS DO GOLEIRO CAVALIERI

Ele me disse ontem que ele foi o diferencial para a derrota da equipe. Disse que foi um diferencial negativo. Quando um jogador tem esse nível, treinando como treina, não sou de ficar falando com eles. Penso muito no coletivo. Jogador erra, mas salvou contra o Barra Mansa em duas ou três situações. E não cheguei e abracei o Diego falando que era o melhor do mundo. Ele mesmo reconheceu que errou, vamos em frente. Amanhã ele será importante.

Por Explosão Tricolor / Fonte: GloboEsporte.com

 

PUBLICIDADE