Esperanças e ajustes




Evanilson e Marcos Paulo (FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C. )



Com os retornos do Marcos Paulo e Evanilson, o ataque tricolor ganha uma outra cara. O primeiro é diferenciado, esbanja técnica e sabe se movimentar muito bem. Já o segundo tem o pé calibrado para finalizar e não é de ficar paradão lá na frente, ou seja, também sabe jogar fora da área.

Ainda sobre o ataque, o setor tem grande potencial de criação. Fernando Pacheco, Wellington Silva e Michel Araújo, que também atua como meia, são boas opções pelos lados de campo. Entretanto, o poder de finalização é algo que precisa ser intensamente trabalhado.

Há um boa chance do Paulo Henrique Ganso retornar no clássico vovô após um longo trabalho de reequilíbrio muscular. Alguns tricolores reclamaram bastante, mas quem acompanha a carreira do camisa dez sabe que ele realmente necessita de uma preparação diferenciada. Portanto, não adianta reclamar, pois isso faz parte do pacote do experiente jogador. O mais importante é torcer para que ele retorne bem, pois é um cara que agrega tecnicamente.

Sobre o Odair Hellmann, concordo que ainda seja cedo para promover caça às bruxas. Sim, a torcida tem que deixá-lo trabalhar. Porém, isso não significa que ele não possa ser questionado por algumas escolhas. A principal crítica que boa parte da torcida anda fazendo é sobre o engessamento do meio de campo. E o próprio Odair já sinalizou que também não anda muito satisfeito. 

O futebol do Dodi nunca encheu meus olhos, mas confesso que, baseado em suas últimas atuações no final de 2019 e início de 2020, começo a enxergar uma vaga para o garoto como segundo volante só por conta de sua mobilidade. Acho uma aposta válida.

Neste sábado, o Explosão Tricolor publicou uma matéria sobre o elenco atualizado do Fluminense. Analisando as opções para cada uma das posições, acho que o clube ainda necessita contratar um lateral-esquerdo, segundo volante com maior mobilidade e um atacante de área para a reserva do Evanilson.

Agora é aguardar o clássico contra o Botafogo. Pode ser que o Fluminense entre em campo com a vaga já assegurada para a semifinal da Taça Guanabara, caso o Madureira não vença o Flamengo neste sábado. No entanto, confesso que a minha única preocupação de verdade está concentrada para a partida de volta da Copa Sul-Americana, contra o Unión La Calera, no próximo dia 18. Até lá, espero um time mais afiado e seguro para avançar à segunda fase da competição continental.

Forte abraço e ST!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE