Espero que dê




FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.



O Fluminense venceu o Nova Iguaçu e se aproximou da semifinal do Cariocão 2021. Porém, verdade seja dita: infelizmente, em termos coletivos, a atuação não convenceu.

Primeiramente, não deu para entender os posicionamentos do Martinelli e Wellington, pois o primeiro ficou mais atrás e o segundo atuou mais adiantado. Não à toa, o meio de campo ficou bem engessado na primeira etapa e, consequentemente, o time não criou rigorosamente nada na primeira etapa. É válido ressaltar que a equipe da Baixada montou uma grande retranca nos primeiros quarenta e cinco minutos.

Ainda bem que o Kayky tirou de sua cartola um gol de placa logo no início da segunda etapa. Uma obra de arte que arrancou um grande sorriso do meu rosto e ainda me fez levantar do sofá para vibrar como se tivesse na arquibancada do Maraca no meio da massa pó de arroz!

No embalo, o time marcou o segundo através de uma boa ação construída pelo Nenê e Luiz Henrique, que terminou com o Fred empurrando para a rede adversária. Infelizmente, a rapaziada deu uma cochilada e levou um gol logo depois.

O jogo ficou aberto, mas o Fluminense seguiu dominando as ações, porém, pecando no acabamento das jogadas. No final, John Kennedy meteu o terceiro e garantiu os três pontos. O Fluminense cumpriu com a sua obrigação, mas precisa melhorar a sua coletividade para encarar a pesada sequência da Copa Libertadores da América.

Em termos táticos, ainda não foi possível enxergar algo sólido até o presente momento. A impressão que tenho é a de que o Roger Machado jogou fora o padrão tático construído pelo Marcão, que agradou bastante na reta final do Brasileirão e entregou grandes resultados.

O Tricolor terá seis semanas seguidas de jogos pela competição continental. Mais do que nunca, a comissão técnica precisa ter uma estratégia bem definida e sustentada pela diretoria, pois caso avance às semifinais do Carioca, o time disputará jogos praticamente de três em três em dias. Sobre as contratações, o elenco realmente precisa. Sigo achando que há uma necessidade enorme de reforçar a lateral-esquerda.

Acredito que dê para o Fluminense montar algo competitivo para jogar a Libertadores de forma digna. Há talento diferenciado, que pode compensar algumas limitações. Porém, o Roger Machado terá que adotar uma tática que saiba explorar os pontos fortes e, principalmente, blindar os pontos fracos. Será que ele consegue? Espero que sim.

Curtinhas

– Parabéns pelos 400 gols, Fred!

– Sozinho, o Kayky poderia pagar, no mínimo, 1/3 da dívida do Fluminense, mas…

– Deixar o Michel Araújo no banco e colocar a dupla Caio Paulista e Lucca é muito esquisito. Qual é o mistério da vez?

– Sobre o Miguel, desisto. Não sei o que está ocorrendo, mas ninguém é bobo. A única certeza que dá para ter é a de que ele realmente não terá mais chances no Fluminense. Motivo? Só o presidente Mário Bittencourt pode responder.

– Siga-me no Twitter através do perfil @ViniFLU18

Forte abraço e ST!

Vinicius Toledo

Clique aqui e realize a sua inscrição no nosso canal do YouTube!



PUBLICIDADE