Feliz 2018!?




O Explosão Tricolor criou o espaço “Explode Torcedor” para que os leitores tenham a oportunidade de publicar os seus textos no nosso site. Nesta quinta-feira, a leitora Silvia Fam, advogada, que reside em Curitiba, no Paraná, desabafa sobre o momento do Fluminense. Vale destacar que a Silvia faz parte do conhecido grupo de tricolor da capital paranaense, o FLURITIBA. Confira a íntegra do texto:

Para olharmos como será nosso ano de 2018 precisamos saber como estamos. Infelizmente o que nos espera é só sombra e obscuridão.

Esperei o jogo contra a Ponte Preta e a consequente permanência na série A para escrever esse texto, principalmente para evitar o discurso de que estou sendo oportunista. Não estou sendo oportunista, longe disso. Sou torcedora, como qualquer um de vocês, não sou sócia, logo não tenho pretensões em grupo político algum no Fluminense. E nesse ponto já fica a primeira crítica, o plano de sócio futebol do Fluminense é horrível para quem é torcedor e não mora no Rio de Janeiro, no meu caso, moro em Curitiba. A impressão que passa é que não existe interesse por parte da diretoria em se ter sócios que moram fora do Rio.

A segunda crítica vai para a nossa situação financeira. Precisa ser feita uma auditoria urgente nas contas do Fluminense. Não é possível que o atual presidente, que foi membro do conselho na gestão passada, não sabia da situação em que o ex presidente nos deixou. Não é possível que se aprovem contas com déficits e rombos enormes como os nossos. Não é possível que quem causou tudo isso saia ileso sem responder pelo rombo que causou. Estamos há 6 anos sob a gestão do mesmo grupo político no Fluminense, mas em vez de vermos a nossa situação financeira melhorar ou ter uma luz no final do túnel, não… Vemos má gestão e nenhuma satisfação sobre isso para a torcida e demais sócios.

Nisso entra a minha terceira crítica. Nosso presidente e nosso gerente de futebol mais parecem Deus e Reitor de Universidade, a gente sabe que existem, mas quase ninguém vê. Sempre vemos o nosso técnico dar entrevistas e tentar apagar os rojões que surgiram durante o ano, mas os Senhores Pedro Abad, Marcelo Teixeira e Alexandre Torres continuaram não enfrentando a situação e não dando a cara a tapa. É uma pena ver que a nossa instituição e o nosso time possuem dirigentes e executivos que se apequenam e se acovardam quando mais precisamos. Estar só nos vestiários não é o suficiente, os torcedores querem sentir que podem confiar nos gestores do seu time, mas infelizmente o Fluminense, muitas vezes, parece um barco à deriva ou um trem sem maquinista. As preocupações não acabam, pelo contrário, só tendem a aumentar, pois ainda temos 2 anos com o atual presidente na gestão do Fluminense, não temos esperanças de ver nossa situação financeira melhorar, podemos perder o nosso treinador que é o responsável por não deixar o Fluminense numa situação ainda pior no Campeonato Brasileiro e ainda vemos a nossa linda camiseta se tornar abadá de Carnaval com tantos patrocínios e sem algum que realmente possa nos ajudar de verdade.

Espero que João de Deus continue olhando para nós, torcedores do Fluminense, e que realmente possamos brindar um ano de 2018 melhor do que foi o de 2017.

Saudações Tricolores

Silvinha Fam



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE