Fernando Diniz recupera jogadores individualmente e vê Fluminense crescer no aspecto coletivo




Fernando Diniz (FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)



A sequência vitoriosa do Fluminense se deve muito ao esforço coletivo. Contudo, é inegável que a boa fase de alguns jogadores, aliada ao trabalho de Diniz, tem feito a diferença. Aos poucos, o técnico tricolor conseguiu recuperar atletas, ao mesmo tempo que auxilia alguns no processo de transição e faz outros despontarem. Assim, parte do elenco vive uma espécie de auge na carreira.

O caso mais evidente é o de Jhon Arias . Contratado na última temporada, o meia foi deslocado para o setor ofensivo e se destacou. O colombiano já vinha bem, mas tem se provado cada vez mais decisivo sob o comando de Diniz. Desde a mudança de técnicos, já foram dois gols e seis assistências. Na goleada sobre o Corinthians, serviu de garçom em dose dupla.

Cano , que também vivia boa fase, tem consolidado o status de sucessor de Fred. Artilheiro da temporada com 24 gols, o centroavante teve fase goleadora no Carioca mas ainda não tinha despontado no Brasileirão. Na “Era Diniz”, o argentino marcou 14 gols até agora, dois deles também na vitória sobre o Timão. Os números já são os mais relevantes de sua passagem pelo Brasil.

Outro atacante que vem fazendo boas atuações é Matheus Martins . Até a chegada de Diniz, o Moleque de Xerém havia entrado em campo poucas vezes e não tinha convencido. Na goleada sobre o Oriente Petrolero, pela Sul-Americana, o jovem recebeu uma chance e correspondeu ao marcar um hat-trick. De lá para cá, o atacante ganhou espaço e elogios de torcedores. Além disso, marcou novamente sobre o Avaí, desta vez pelo Brasileirão.

(CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE)



Manoel , que até a “Era Diniz” era reserva, também conquistou seu lugar na equipe principal. Nas últimas três rodadas, o zagueiro artilheiro estufou a rede três vezes, e assim igualou as temporadas com mais gols de sua carreira. Na parte de trás do campo, o defensor também tem transmitido segurança ao lado de Nino.

No meio, Ganso voltou a viver os dias de glória. O camisa 10 fez um bom início de temporada, com três assistências e um gol, mas consolidou a vaga com Diniz. O “Maestro” marcou dois gols e deu uma assistência desde então, e não perde a oportunidade de exaltar o técnico.

Martinelli, que perdeu o ritmo na última temporada, também deu sinais de estar recuperando o desempenho. Por conta da suspensão de Nonato, o Moleque de Xerém foi utilizado e deu uma assistência na rodada passada, além de ter auxiliado o sistema defensivo em boa parte do jogo.

Na lateral-esquerda, Caio Paulista também está surpreendendo. Improvisado na posição, o camisa 70 deu duas assistências e marcou um gol pela Sul-Americana e Brasileirão. Pelo conjunto da obra, o jogador caiu novamente nas graças da torcida e conseguiu sanar o baixo rendimento naquela área do campo.

(CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE)



Do lado direito, Samuel Xavier é mais um a convencer. Depois de chegar bem no Fluminense, na última temporada, apresentou dificuldades no início de 2022. Contudo, a chegada de Diniz também teve um efeito positivo. Mais à frente, o lateral vem criando chances, marcou um gol e deu duas assistências.

Com um bom trabalho individual, Diniz conseguiu fazer as engrenagens do Fluminense girarem. Ao focar nas habilidades de cada jogador, o técnico também destacou a capacidade do coletivo tricolor, que tem chamado atenção pela qualidade na troca de passes e criação. Assim, o professor vem fazendo a equipe despontar no Brasileirão e se consolidar no topo da tabela.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: LANCE!

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE