FH comenta sobre sua passagem no Flu e Libertadores 2008: “No Fluminense, aconteceu de tudo comigo”




Fernando Henrique foi para o Fluminense em 1998, junto com o atacante Rodrigo Tiuí. Ele foi promovido ao profissional, em 2000, e chegou à titularidade, em 2002. Ao todo, foram oito anos como titular do time de guerreiros, com vitórias, derrotas, alegrias, tristezas… E um sentimento de dever cumprido.

“No Fluminense, aconteceu de tudo comigo. Fui campeão, tomei peru, peguei pênaltis… Só não fiz gol”, recorda, antes de citar um episódio curioso que lhe marcou.

“Teve um jogo contra o Americano em que aconteceu uma situação única na minha carreira. Eu fiz um pênalti durante a partida e levamos um gol, o jogo ficou empatado, mas o resultado não servia para gente. Nos acréscimos, eu desci para tentar fazer um gol e sofri um pênalti! O zagueiro foi dar uma bicicleta para tirar a bola e acertou meu rosto. Fizemos o gol, ganhamos e deu tudo certo. A torcida já queria me matar, mas depois desse lance saí como herói (risos)”, gargalha.

Segundo Fernando Henrique, o vice da Libertadores de 2008 foi o seu grande momento no Fluminense. Apesar da derrota na final, o atleta considera que suas grandes atuações naquela campanha entraram para a história do Flu.

“A final foi muito triste. O Brasil inteiro estava torcendo pela gente, mas fomos mal na altitude e perdemos feio no Equador. Conseguimos reverter a situação mais difícil, mas infelizmente perdemos nos pênaltis no Maracanã. E olha que eu defendi uma cobrança! Mas foi um ano maravilhoso, no fim das contas. O grupo era muito bom, os jogadores se destacaram e fizemos uma história muito bonita”, encerra.

Por Explosão Tricolor / Fonte: ESPN Brasil / Foto: O Globo

PUBLICIDADE