Fluminense fecha acordo coletivo e reduz salários dos funcionários que ganham mais de R$ 4 mil






Acordo será válido por três meses

Em meio à crise financeira causada pela pandemia do novo coronavírus, o Fluminense fechou um acordo coletivo e reduziu em 25% a carga horária e parte dos salário dos funcionários que recebem mais de R$ 4 mil por mês. A informação foi dada pelo site “NetFlu”.

A redução é em cima do valor excedido aos R$ 4 mil e valerá para os meses de julho, agosto e setembro. Em contrapartida, os funcionários terão seus empregos assegurados por outros três meses: outubro, novembro e dezembro.

Para os funcionários que estão trabalhando em home office, a redução será válida a partir de agosto e, consequentemente, a vaga de emprego será assegurada até janeiro de 2021. Em relação às férias, como também previsto na Medida Provisória 936, o Fluminense poderá pagar em duas parcelas: 50% de imediato e outros 50%, além dos 30% acrescidos, até dezembro deste ano.

Todos os funcionários do clube, inclusive os que não têm rendimentos iguais ou superiores a R$ 4 mil, foram convocados para uma assembleia, realizada na manhã da última segunda-feira (27), na sede das Laranjeiras. Com a presença e intermédio do sindicato, a proposta de redução foi apresentada e votada. Segundo apuração do portal “Globo Esporte”, 90 funcionários (de um total de 600 a 700) estiveram presentes: 86 votaram a favor e apenas 4 foram contrários.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: Globo Esporte

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE