Fred: “Se eu estivesse em outro clube, ficaria em queda livre”




O baque da última Copa do Mundo, para Fred, foi enorme. Até familiares pediram que ele deixasse o futebol brasileiro. Mas aos poucos, ele conseguiu se reerguer. E se diz grato ao Fluminense e à torcida tricolor pela recuperação. No ano passado, foi o artilheiro do Brasileirão com 18 gols. Neste, já fez seis no Carioca.

– Se eu estivesse em outro clube, ficaria em queda livre. O Fluminense me sustentou e deu força para me reerguer. Sou grato ao Fluminense, ao torcedor. Eu gostava e respeitava todas as torcidas do Brasil, mas dali a pouco parecia que era Fred contra os adversários. Comecei a não gostar de nenhuma mais. Sempre tinham cartazes de cone. Só consegui conviver com isso na volta ao Fluminense, após 15 dias que parei para me recuperar emocionalmente. Hoje, minha família está melhor. Meu pai e meus irmãos conseguem ver os jogos. Hoje minha família inteira respira melhor e me sinto feliz por tudo o que o Fluminense fez por mim.

Por Explosão Tricolor / Fonte: Sportv

PUBLICIDADE