Governo quer mediar briga entre FERJ e clubes




O governo do estado do Rio de Janeiro pretende mediar o conflito entre Maracanã, Fluminense, Flamengo e Federação de Futebol referente ao preço dos ingressos. Leonardo Espíndola, secretário da casa civil, afirmou que o governo deve reunir as partes afim de que haja um acordo.

-Queremos o Maracanã sendo palco do Estadual. Defendo o ingresso mais barato e podemos ter um papel importante para solucionar o problema – disse.

O conflito ocorreu por conta da decisão da FERJ de fixar o preço dos ingressos, o que não agradou à Fluminense, Flamengo e o consórcio do Maracanã que emitiu uma nota:

“Não alugamos simplesmente o espaço para a realização de jogos, como fazemos com shows e eventos em geral. No caso do futebol, temos participação nos lucros e nos prejuízos das partidas, sendo um dos mais interessados em mudar o quadro histórico de pouca presença de público nas competições do nosso futebol nos últimos anos. Assim não somos entes estranhos ao futebol, nos interessamos diretamente e temos o direito de nos pronunciar, assim como nos mobilizar acerca de questões estratégicas na atração de público, como formas de competição, horários, preços e garantias de nossos direitos de exploração comercial do Estádio”

Leonardo Espíndola, acredita que a concessionária tem um papel secundário na decisão do preço dos ingressos, mas quer evitar que Flamengo e Fluminense deixem de mandar seus jogos no estádio.

Por Explosão Tricolor/ Fonte: Esportes Terra

PUBLICIDADE