Gum pode atingir marca expressiva em seu sétimo Brasileiro seguido pelo Flu




Desde agosto de 2009, ele honra as três cores que traduzem a tradição. A um dia da estreia do Campeonato Brasileiro 2015, Gum pode se orgulhar de dizer que fará sua sétima participação consecutiva com a armadura tricolor no Brasileirão, assim como o atacante Fred que também chegou ao clube há seis temporadas.

Nas Laranjeiras, Gum conquistou dois títulos Brasileiros: 2010 e 2012, o tri e o tetracampeonatos. Sempre acompanhados da marca de melhor defesa da competição atuando ao lado de Leandro Euzébio. Neste sábado, 9, diante do Joinville, o zagueiro espera iniciar com o pé direito aquela que pode ser a trajetória do quinto título do Brasileirão.

– Momento importante, fico muito feliz por essa marca. Sinceramente, só posso dizer passou rápido (risos). Não parei para pensar que já estava chegando ao meu sétimo Campeonato Brasileiro seguido com a camisa do Fluminense. A responsabilidade só aumenta. É uma alegria muito grande vestir essa camisa. Então, espero que possamos iniciar da melhor maneira possível para que possa trazer alegria para nós e para o nosso torcedor – comemorou, Gum, acrescentando que não esperava tamanha identificação, mas que hoje só pensa em manter o Fluminense no caminho das vitórias.

– As coisas foram acontecendo aos poucos, fui criando identificação com o clube e com a torcida também. Não esperava ficar tanto tempo por ser difícil um jogador ficar tanto tempo assim, mas posso dizer que estou extremamente feliz e já penso em continuar ajudando o clube a conquistar vitórias, títulos e que eu possa continuar mais tempo dando alegrias ao nosso torcedor. Essa história minha, do Fred e de outros jogadores que estão há bastante tempo no clube é muito bonita e que possa continuar.

Ao longo desses sete anos nas Laranjeiras, foram 265 jogos e 20 gols pelo Fluminense. Caso seja escalado mais 15 vezes este ano, Gum atingirá nova marca expressiva pelo Fluzão e entrará no ranking dos 30 jogadores que mais vestiram a camisa tricolor na história. Atualmente, quem ocupa esta posição é Deley, que atuou pelo clube na década de 1980, com 280 partidas. Ao saber da possibilidade, o camisa 3 não escondeu a felicidade e afirmou que carregar no peito as três cores que traduzem tradição é o que ainda lhe motiva diariamente.

– É uma marca muito legal. Se for somar, milhares de jogadores já passaram pelo Fluminense, que é um clube com uma história bonita, centenária. Então poder chegar em condições de atingir uma marca dessa com mais 15 jogos é algo que não imaginava quando cheguei, mas hoje fico muito feliz mesmo de estar aqui, de ter a chance de atingir uma marca dessa e isso me faz ter, se é que isso possível, mais amor pelo clube, de querer honrar ainda mais essa camisa e ter a alegria de trabalhar todos os dias no Fluminense – projetou o camisa 3.

Por Explosão Tricolor / Fonte: Extra / Foto: Divulgação

PUBLICIDADE