Homenagem, atuação, dificuldade física, evolução e muito mais; confira a coletiva completa do técnico Odair Hellmann




Odair Hellmann (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)



Confira a entrevista concedida pelo técnico do Fluminense, Odair Hellmann, após a conquista da Taça Rio em cima do Flamengo:

Atuação

Nós fizemos um jogo taticamente perfeito, uma organização defensiva impecável. Só que hoje conseguimos além da organização defensiva, no momento que recuperamos essa posse, nós conseguimos sair através de triangulações curtas, dentro da nossa estratégia buscando espaço nas costas da linha do Flamengo que joga com essa linha alta. E as duas formas encaixaram muito bem.

Homenagem

Eu gostaria de oferecer esse título, né, a todos os familiares que perderam seus entes queridos para essa doença horrível, oferecer depois aos nossos torcedores, todos os tricolores pelo apoio incondicional nesse momento e em todo momento na história do clube. Claro que o título é uma etapa, ainda tem outros jogos na decisão mas eu acho que esse título tem uma simbologia muito grande por tudo.

Cansaço no segundo tempo

Claro que no segundo tempo a equipe cansou, o que é normal e aqui o discurso não vai ser diferente agora porque nós vencemos. Ele seria igual se tivesse acontecido alguma coisa contrária. Preciso ressaltar que essa equipe tem oito sessões de treinamento e eu iria ressaltar se o resultado fosse ao contrário. Então, faço questão de fazê-lo aqui porque esse é o discurso real.

Evolução do time

Nós temos uma caminhada ainda pela frente, uma caminhada de progressão, de construção, de melhora. Eu acho que a mudança tática que nós fizemos também deu muito certo. Fortalecemos o nosso meio campo e aí equilibramos entre as fases do jogo, entre a fase defensiva e ofensiva e, principalmente nesse momento, deu esse equilíbrio importante para a equipe ficar consistente dentro do campo e conseguir fazer as suas execuções táticas e coletivas, mas, principalmente, para que o jogador possa estar bem, confiante, para exercer a sua qualidade no campo de jogo.

Falta de tempo para treinar

Nós estamos já preocupados com a próxima partida porque eu não estou conseguindo treinar. Só estou conseguindo recuperar os jogadores e isso é muito difícil para um profissional. Treinador não consegue nem posicionar os seus jogadores dentro do campo para fazer uma partida. Eu acho que a Federação poderia, já que não teve o bom senso lá no início para esperar um pouco para começar a competição, que ela tivesse um bom senso e desse um pouco mais espaço entre esses jogos finais para que a gente pudesse ter o mínimo de condições de recuperar os jogadores e trabalhar para uma próxima decisão.

Eu gostaria de fazer um pedido público aqui às pessoas que comandam o futebol para que tenham bom senso nesse momento. Nós temos tempo, campeonato brasileiro vai começar em agosto. Já que não tivemos tempo para trabalhar, para treinar, para fazer uma pré-temporada decente, que agora as pessoas coloquem a mão na consciência e visualizem. O Fluminense treinou oito dias, está jogando o seu quarto jogo em dez dias. Então, que nos deem um dia, dois dias a mais para que a gente possa trabalhar, recuperar os jogadores. E a que a gente possa fazer jus à grande final que é a do Campeonato Carioca.

Dificuldade física

A diferença já era muito grande em termos de preparação, de oportunidades de preparação. Isso não é justo. Quando o campeonato tem essas diferenças, não é justo. E a gente tem que ter essa justiça e esse bom senso fora do campo e deixar o jogo para ser decidido dentro do campo. Quem fizer por merecer e quem jogar melhor dentro do campo, que ganhe. Foi o que nós fizemos hoje, mas a gente tem que ter o mínimo de condições e de tempo para poder trabalhar.

Já falo ao torcedor: nós vamos sofrer domingo mais do que sofremos hoje. Por que? Porque tem jogadores sentindo, jogadores que machucaram hoje e a gente precisa ver. No segundo tempo a gente cansou justamente por tudo isso que eu estou falando.

Exemplos do Internacional contra o Flamengo

Eu usei esses dois exemplos dos jogos nossos do Internacional no ano passado e o jogo do primeiro turno da semifinal, onde nós acabamos perdendo de 3 a 2, mas Flamengo fez um grande primeiro tempo, nós fizemos um grande segundo tempo, fizemos quatro gols, tivemos dois gols anulados. Ano passado nós fizemos um grande jogo aqui pela Libertadores da América também. De todos esses jogos você vai tirando lições, experiências e vai tentando buscar outras estratégias, situações diferentes para que você possa vencer esses obstáculos. Foi o que a gente conseguiu.

Hoje as coisas aconteceram ao nosso favor, deu certo, mas não é fácil. Não é fácil você conseguir porque o Flamengo tem uma grande equipe muito bem treinada pelo Jorge Jesus, de muita qualidade e a qual nós respeitamos, mas, como eu disse, vamos sempre para dentro do campo de jogo buscar a vitória do primeiro segundo ao último segundo, honrando sempre a camisa que vestimos.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE