Impunidade de uns, omissão de outros e uma mídia silenciosa




Silêncio
Apesar de tudo, vamos lutar com o Fluminense até o fim!

Nem perderei o meu tempo para entrar no mérito de como ocorreu a manobra da mudança de local do nosso segundo jogo da semifinal. Seria falar mais do mesmo. A FERJ é isso aí e ponto final. Como bem disse o nosso capitão: “O Campeonato Carioca tem que acabar”. 

A mudança do local do jogo entre o Botafogo e o Fluminense, só me faz acreditar que a impunidade neste país jamais acabará. Cadê o Estatuto do Torcedor? Pelo visto, não vale de nada. Sugiro que rasguem logo essa porra e chame a rapaziada que bate uma pelada no Aterro para colocar ordem nessa zona.

Mais uma vez, serei obrigado a dar voz ao Fred. O capitão tricolor cobrou da imprensa uma postura mais digna com relação a tudo que anda ocorrendo nos bastidores do futebol carioca. Ninguém cobrará moralização ou levantará a bandeira pelo fim das arbitrariedades que estão enterrando o futebol carioca? Por qual motivo alguns grandes jornalistas e formadores de opinião distorcem fatos, invertem valores e fogem das divididas? 

Os cartolas deitam e rolam, a imprensa dança conforme a música e o torcedor fica com cara de babaca. 

O 7 a 1 da Alemanha não foi somente nos jogadores e nos dirigentes. Também foi aplicado em cima da imprensa e do torcedor.

O povo também tem culpa. Infelizmente, o futebol tem o poder de fazer com que o torcedor deixe de lado alguns dos valores mais nobres da vida. É triste você ver um torcedor apoiando uma manobra suja nos bastidores ou dizendo que “roubado é mais gostoso”. E o que é pior: tirando onda. 

Ninguém cobra, ninguém briga, ninguém fala, ninguém faz nada! 

Aproveitando a oportunidade, não consigo entender o posicionamento da Diretoria tricolor em certas situações. Toda hora aparece alguém esculhambando a Instituição Fluminense Football Club ou algum dirigente nosso.

Na semana passada, por exemplo, o tal do Elias Duba acusou publicamente o nosso vice de futebol de agenciar jogadores. Nenhuma resposta? Seria bom que o Mario Bittencourt prestasse um esclarecimento sobre o assunto, pois envolve a imagem do Fluminense.

Infelizmente, a defesa institucional tricolor não existe. E isso é péssimo. Na minha visão, esta questão acaba refletindo até na questão de angariar novos sócios. A partir do momento que a administração mantém um silêncio diante de tantas acusações e achincalhamentos públicos, o torcedor acaba se afastando cada vez mais. 

Para fechar o pacote tricolor, Celso Barros, Sandrão e Abel Braga resolveram aparecer na mídia em plena semana de decisão e com o  nosso amado Tricolor sendo massacrado nos bastidores. Total infelicidade! Qual necessidade de tocar sobre questão política neste período decisivo?

Apesar de todos os problemas, a luta continua. Em breve, vocês terão novidades…

Vamos Fluminense com garra e com raça! 

Vinicius Toledo / Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

PUBLICIDADE