Jornalista atualiza situação de Egídio no Fluminense




Egídio (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.)



A lateral-esquerda do Fluminense tem sido um sério problema desde o início da temporada passada. Primeiramente, a diretoria contratou o Egídio, que participou da campanha de rebaixamento do Cruzeiro à Série B, em 2019. No segundo semestre de 2020, o clube contratou Danilo Barcelos, que era terceira opção do Botafogo. Nesta temporada, o lateral-esquerdo Marlon retornou ao Fluminense após ter sido emprestado ao futebol europeu pelo período de dois anos.

Em meio as vaias a Danilo Barcelos e pedidos das arquibancadas por Marlon, um “sumiço” chama a atenção no Fluminense: o de Egídio. Antes titular da posição, o lateral-esquerdo não participou dos últimos sete jogos e já está há mais de um mês sem entrar em campo pelo tricolor.

Segundo o jornalista Marcelo Neves, do jornal “O GLOBO”, Egídio está incorporado ao grupo, treinando, e poderá ter novas oportunidades se assim entender a comissão técnica. No entanto, a ausência chama a atenção por se tratar de uma das posições mais criticadas do elenco.

A justificativa apresentada pelo clube é que “dores na coxa o fizeram ficar afastado por três semanas”, tendo voltado aos treinos na semana da partida diante do RB Bragantino, em 29 de outubro. Desde então, não foi relacionado, apesar de não ter sido descartado pelo técnico Marcão.

— Em algum momento podemos voltar a usar o Egídio, que vem treinando, correspondendo e é um profissional acima da média. Temos três laterais, e aí é a escolha do treinador — afirmou.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: O GLOBO

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE