Jornalistas revelam detalhes dos bastidores da paralisação do elenco do Fluminense




Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Jornalistas detalham bastidores da paralisação do elenco do Fluminense

Os jornalistas Hector Werlang e Thayuan Leiras, ambos do GloboEsporte.com, revelaram que a paralisação do elenco tricolor vinha sendo planejada faz tempo. No entanto, ela só foi colocada em prática, na última terça, pois os jogadores entenderam que ela não iria prejudicar a preparação para o duelo contra o Bangu. A partida será realizada na próxima sexta-feira (22), válida pela primeira rodada da Taça Rio.

Clique aqui e siga o nosso perfil no Instagram

Conversa com Fernando Diniz e motivos da greve

Antes da paralisação, os jogadores conversaram com Fernando Diniz e explicaram os motivos da greve: irritação com o presidente Pedro Abad e descontentamento pelas recentes contratações realizadas antes de os salários atrasados serem pagos.

Valor da dívida

A dívida com o elenco é de aproximadamente R$ 11 milhões e engloba CLT (13º e férias de 2018 e janeiro de 2019), direitos de imagem (novembro, dezembro e janeiro) e duas premiações (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil).

Decisão no vestiário do CT

O elenco decidiu pela paralisação no vestiário do CT. Após a folga de segunda-feira, a reapresentação previa trabalho na academia e treino no campo, este apenas a reservas. Só o trabalho interno foi realizado. E ele antecedeu uma conversa com o treinador.

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal do YouTube

Paralisação evitada antes do Fla-Flu

Fernando Diniz conseguiu evitar que semelhante paralisação ocorresse antes do clássico com o Flamengo. A equipe tricolor venceu por 1 a 0, com gol do Luciano.

Penhora

Desde as conversas nesta temporada, a diretoria pagou apenas o mês de dezembro. Havia a expectativa de regularizar outra parte do débito, no entanto, o Flumiennse sofreu uma penhora de R$ 1,5 milhão por conta da cobrança trabalhista movida pelo ex-técnico do clube Levir Culpi. O processo corre em segredo de Justiça e cobra no total, sem multa e juros, um valor de R$ 2,8 milhões.

Pedro Abad desgastado

O sentimento dos jogadores é de que Abad não convence nas explicações. Há desgaste no sentido de ouvir poucas previsões de solução do problema. O que não impede a relação entre as partes. O presidente frequenta o vestiário normalmente e, conforme vídeo divulgado pela FluTV recentemente, comemorou em conjunto a vitória sobre o Flamengo. Sempre que se manifestou publicamente sobre o tema, o mandatário reiterou o compromisso de arcar com as obrigações.

Contratações antes de pagar salários atrasados

Paralelamente a isso, o grupo de atletas não recebeu bem as últimas contratações em um momento de atrasos. A de Paulo Henrique Ganso, cuja estreia está confirmada para sexta-feira, resume uma dúvida interna: como pode ser feito este investimento em um momento de crise? Não há nenhuma ressalva a Ganso e outros reforços por parte dos jogadores. O desconforto é com a postura de direção de investir antes de pagar o que se deve.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: GloboEsporte.com

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE