Marcelo Oliveira merece respeito!




Marcelo Oliveira merece respeito!

Eu sei que a entrevista de Pedro Abad merece repercussão, ainda que negativa. O nosso mandatário mostrou que não tem projeto algum e que o clube está à deriva. Basta ver o que ele disse sobre a tentativa de aproximação com o torcedor:
“O nosso programa de sócio torcedor é bom e estamos trabalhando para entender a torcida”. Ou seja, não sabe o que fazer.
Mas, excepcionalmente hoje, os desmandos da diretoria não serão a tônica da coluna. Quero falar sobre Marcelo Oliveira. Na verdade, quero fazer um elogio público ao nosso treinador que muitas vezes é criticado sem uma análise mais detida sobre o seu trabalho.
O jogo de ontem foi exemplo disso. Marcelo Oliveira, que tentou diversas formações diferentes desde que chegou ao clube, mais uma vez optou pelo 3-5-2, com variações para o 5-3-2. A formação, que não é nova, deu ao time maior dinâmica. E, de quebra, ainda libera Ayrton Lucas para atacar mais vezes, sendo uma importante arma ofensiva.
Impressiona ver como o Luciano se encaixou bem neste sistema. Revezando frequentemente de posição com Everaldo, ele conseguindo prender os zagueiros da equipe adversária lá atrás. Jadson também tem mais liberdade e consegue fazer bem o trabalho de transição.
É claro que o time está longe de ser o ideal. E o sufoco que passou no fim do jogo de ontem deixa isso muito claro. Mas a equipe já dá sinais de recuperação. Os últimos resultados nos fazem respirar aliviado e acreditar que a permanência na série A não será tão sacrificante como se esperava – é triste entrar numa competição sonhando em não cair.
E quando falo das deficiências do time, é óbvio que não as coloco na conta do treinador; ela é culpa exclusiva da diretoria, que optou por um comportamento distante da torcida, resultando em arrecadação reduzida em todos os setores e dificuldades de pagar as contas, o que gera imensa dificuldade de trazer nomes de peso para o futebol.
Acredito que hoje eu não tenho direito de criticar nenhum jogador. Por pior que seja, e acho nossa zaga muito ruim, os atletas estão demostrando vontade em campo. Mesmo com o salário atrasado e a convivência com funcionários que não têm dinheiro sequer para pagar o transporte para o trabalho, o que dirá dinheiro pra comer.  
Ainda assim, Marcelo Oliveira está conseguindo extrair o melhor de cada atleta. Se não é muito coisa, ele parece ter acertado o tom da gestão no vestiário e a organização tática da equipe. Aparentemente, os jogadores estão conseguindo separar o jogo em campo da atuação pífia da diretoria, e muito disso se deve ao técnico.
Ele é muito diferente de Abel Braga; não dá entrevista apaixonada e mantém discrição nos assuntos extracampo. Mas não foge das questões mais cruciais, como na entrevista em que denominou de “bisonha” a atuação do Fluminense na derrota para o Inter no Maracanã. Apenas relembrando, naquela oportunidade o time gaúcho fez 3 a 0 já no primeiro tempo.
Mas a distinção com o antigo treinador não é um problema. Marcelo Oliveira, assim como Abel, também possui um currículo de respeito. Ele é bicampeão brasileiro com o Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil com o Palmeiras e duas vezes seguidas finalista da mesma competição com o Coritiba. E foi com a equipe paranaense que o técnico conseguiu uma marca impressionante: 24 vitórias consecutivas. Ficando na história atrás apenas do Ajax de Johan Cruyff, que teve 26 vitórias entre 1971 e 1972.
Como dito acima, não se pode exigir demais de Marcelo. O elenco é limitado, a diretoria não faz sua parte em dar tranquilidade aos atletas e aos funcionários, a torcida anda afastada – com razão – e os salários não estão em dia. Mas, ainda assim, ele consegue controlar bem o elenco e colocar em campo um time com muita vontade, apesar da pouca técnica.
Sim galera, eu sei que ele não é a “cara do futebol carioca”. Mas às vezes a mudança é importante e ajuda a estabilizar uma equipe que possui tantos problemas como o Fluminense. E o jeito mineiro e sereno de ser de Marcelo Oliveira, que faz muita gente erradamente confundir com passividade, é uma das armas para enfrentar essas dificuldades.
Confesso que fiquei feliz com a sua contratação. E acho que ele tem feito por merecer os elogios pelo seu trabalho. Se não é fenomenal, ele é o melhor que podemos ter diante do quadro disponível no mercado. Pra mim, se a diretoria tem algum acerto neste ano, foi trazer Marcelo Oliveira para o Fluminense.
Vida longa pra ele! Ser Fluminense acima de tudo!
Evandro Ventura

#JuntosPelaSula: Fluminense x Deportivo Cuenca: Clique aqui para adquirir o ingresso pelo site FutebolCard!

PUBLICIDADE