Mariano reafirma carinho pelo Fluminense e destaca que aspecto financeiro não pesaria em possível retorno ao Brasil




Foto: Photocamera



Mariano ressaltou que gostaria de voltar a morar no Rio de Janeiro

Em entrevista à Fox Sports, o lateral-direito Mariano, do Galatasaray-TUR, reafirmou o desejo de retornar ao futebol brasileiro. O defensor enfatizou seu carinho pelo Fluminense, onde sagrou-se campeão brasileiro em 2010. Interessado em voltar a morar no Rio de Janeiro, o jogador ainda ressaltou que o aspecto financeiro não pesaria para um acordo com o Tricolor.

– Eu já deixei claro ao meu empresário que a minha vontade é retornar ao país e graças a Deus hoje eu já posso voltar. O Fluminense é um clube que eu tenho um carinho enorme, onde eu passei 3 anos da minha vida e que desde 2009, quando tivemos aquele ano que conseguimos sair daquela situação delicada e no ano seguinte sermos campeões, é um clube que tenho um carinho especial, mas é como eu falei, tenho que ouvir as propostas. Tenho contrato até julho. Hoje, graças a Deus, a questão financeira não é o principal fator, procuro um lugar que seja bom para morar, que seja bom para minha filha, minha família… eu conheço o Rio de Janeiro, morei por 3 anos, é uma cidade maravilhosa e boa de se morar. Mas eu estou aberto a ouvir qualquer proposta de clube – disse Mariano.

Porém, mesmo com o sonho de retornar ao Brasil, Mariano mostrou-se preocupado com a pandemia de Covid-19. O novo coronavírus também chegou à Turquia e paralisou o futebol no país. O lateral-direito contou um pouco como está sendo a realidade no país europeu.

– O governo daqui (da Turquia) demora um pouco para dar as notícias, nos ficamos sabendo primeiro pela tv brasileira e depois pelas notícias que veicularam na internet. O futebol turco foi um dos últimos a suspender o campeonato e até semana passada, nós estávamos jogamos pela Liga. Tínhamos um jogo marcado para Domingo, até que nós jogadores, comissão técnica e departamento, nos reunimos e decidimos não entrar em campo. Por que por eles (Liga Turca), nós estaríamos jogando. Na verdade, a gente não teve escolha. Tenho alguns amigos na França, de quando eu joguei lá no Bordeaux, que me falaram que o clube deu total liberdade para eles escolherem se queriam voltar para o Brasil ou ficar na França, enfim. Na Espanha também. Mas aqui, como demorou para suspender os jogos e ainda teve toda essa situação de que eles continuaram o campeonato com os portões fechados, nós não tivemos essa opção – contou o lateral-direito.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE