Mário Bittencourt explica decisão do Fluminense de não esperar por Ricardo Goulart






Meia-atacante esteve na mira do Fluminense no final de dezembro

Bastante ativo no mercado da bola, o Fluminense chegou a negociar com Ricardo Goulart, mas encerrou as tratativas em razão da demora do jogador para definir o seu futuro. Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (07), o presidente Mário Bittencourt explicou porque o Tricolor não topou esperar pelo meia-atacante. O mandatário ressaltou que o atleta não deu uma resposta efetiva para a proposta do clube das Laranjeiras. Ele ainda citou o caso do atacante Germán Cano, que apresentou uma contraproposta logo após receber a oferta do Fluminense.

– Fizemos uma proposta escrita, como para todos. O empresário do Cano fez a contraproposta logo em seguida e nos falamos o tempo todo. Do Goulart a resposta foi que o jogador fica feliz, mas esperaria mais alguns dias para ver o que chegaria e analisar com a família. Depois de sete ou oito dias aguardando eu apenas comuniquei que por questões financeiras precisamos ser mais rápidos. Com receio de perder outras negociações já abertas, optamos em sair. É um jogador grandioso, esperamos que tenha sucesso, mas foi um posicionamento nosso. Perderíamos outra oportunidade. Era uma situação ou outra e fizemos a opção – afirmou Mário Bittencourt.

Sem Ricardo Goulart, o Fluminense acertou a contratação por empréstimo do meia Nathan, de 25 anos, que pertence ao Atlético-MG. O Tricolor também está acertado verbalmente com Germán Cano.

Livre no mercado após rescindir com o Guangzhou, da China, Ricardo Goulart vem mantendo negociações com o Santos. O meia-atacante, inclusive, já teria dado um sinal positivo para a oferta do clube paulista.



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE