Merecemos!




Confesso que fui ao Engenhão meio cabreiro, mas como tinha a obrigação de estar ao lado do Fluminense em mais uma batalha decisiva, não poderia deixar de bater ponto no nosso salão de festas mesmo muito p…. da vida com a atual diretoria tricolor. 

Antes da bola rolar, o primeiro sinal de que a noite seria boa: Leandro Euzébio parou justamente do meu lado. O bicampeão brasileiro chegou com confiança, mandou alô pra galera do Explosão Tricolor na transmissão que fizemos ao vivo pelo Facebook e avisou que daria Fluzão!

A bola rolou e a rapaziada do Abelão mostrou uma enorme disposição e muita aplicação tática. Lá do estádio, senti que o time estava muito seguro. O meu único temor era saber se conseguiríamos decidir lá na frente.

Na derradeira do primeiro tempo, o eterno “Gum Guerreiro dá porrada no Escudero” testou bonito para abrir o marcador. O seu grande parceiro das conquistas dos Brasileiros de 2010 e 2012 deve ter vibrado muito na arquibancada do setor oeste do Engenhão! Não falei que a presença do Leandro Euzébio significava algo?

Veio a segunda etapa e o coração ficou na mão! O Neguebinha Júnior até tentou fazer umas graças, só que não arrumou nada. O paredão formado pelo nosso sistema defensivo estava sinistro. E por falar na defesa, o Júlio César teve uma monstruosa atuação!

Pedro e Gilberto perderam chances incríveis de fechar o caixão rubro-negro, mas faltou frieza e qualidade para decidir. No mínimo, tinham que obrigar o Diego Alves a realizar grandes defesas. Mais do que provado que a diretoria necessita dar um jeito de contratar um camisa nove com cheiro de gol. Rafael Moura? Pode ser uma, mas eu ainda tentaria um trombador raçudo lá na Argentina ou no Uruguai.

Mesmo levando o gol do empate, o Fluminense não se desesperou. A entrada do Pablo Dyego foi uma bola muito dentro do Abelão. O moleque entrou voando pelos lados do campo, ajudou na marcação, puxou contra-ataque e ajudou na criação. Excelente opção para esta reta final do Campeonato Carioca. 

Os minutos finais foram terríveis para quem já estava sonhando com o Maracanã lotado no próximo domingo. Não satisfeito de ter anulado um gol legal nosso e ainda ter marcado várias faltas inexistentes para o Flamengo, o juiz deu seis de acréscimo de tempo. Só faltou anunciar no placar do estádio que o jogo iria acabar somente quando o Flamengo marcasse um gol. Muita sacanagem!

Contra tudo e contra todos, classificamos com muita dignidade e humildade. Os nossos problemas estão longe de serem resolvidos, a diretoria deve muita explicações aos torcedores, mas o nosso time de operários fez por merecer essa classificação. 

Agora é mobilizar para invadir o Maracanã no próximo domingo e estremecer a arquibancada. Nada de ilusões, precisamos de reforços, mas vamos nos dar o direito de curtir uma final num domingão em pleno Maraca. Nós também merecemos!  

Forte abraço e Saudações Tricolores!

Vinicius Toledo



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com



PUBLICIDADE