Não dá para entender




Pablo Dyego (Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC)

Cupom de desconto do Explosão Tricolor na Loja Oficial → explosaotricolor



Não, meus amigos e minhas amigas, o Pablo Dyego não é craque. Longe disso!

No entanto, é um jogador que apareceu muito bem no primeiro semestre do ano passado.

Na época, a torcida até pedia a entrada dele nas etapas finais dos jogos mais encrencados.

Geralmente, o garoto correspondia.

Com muita velocidade, boa explosão e excelente recomposição, Pablo Dyego tornou-se uma espécie de décimo segundo jogador.

Ou seja, ele sinalizava interessante potencial para evoluir com uma sequência de oportunidades, mas…

Após a saída de Abel Braga, tudo mudou.

Logo de cara, o Fluminense contratou cinco atacantes para o segundo semestre: Luciano, Everaldo, Bryan Cabezas, Júnior Dutra e Kayke.

Aí veio o Marcelo Oliveira…

Tudo bem, teve um período que o Pablo Dyego ficou lesionado, mas ninguém entendeu o fato dele ter sido deixado de lado até o final da temporada.

Agora, com Fernando Diniz, o jogador segue encostado.

De todas as opções disponíveis para o ataque, o atacante formado em Xerém foi o único que não teve chance alguma até o presente momento.

Que uma coisa fique bem clara: o garoto não é craque, mas a história dele de um ano para cá é, no mínimo, esquisita.

Com toda sinceridade, não dá para entender…

Forte abraço!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE