Ninguém passa impune




Egídio (FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

Mais três pontos jogados no lixo pelo Fluminense no Brasileirão 2020. E mais um primeiro tempo horrível. Na verdade, os primeiros quarenta e cinco minutos simbolizaram com exatidão a péssima montagem do elenco para a atual temporada e a falta de visão do Odair Hellmann. Um time medroso com improvisações e responsabilidade jogada nas costas de alguns garotos. Teria como dá certo?

Para piorar, o Egídio resolveu aprontar desde o início. No primeiro mole, bola no travessão. Logo depois, um pênalti ridículo. E gol do Sport. Será que quem contratou essa figura deu dois treinos na vida? A torcida não assina cheque, mas quem é que vai pagar essa conta?

Na etapa final, o jogo foi outro. Bastou o Odair Hellmann fazer o básico, ou seja, colocar o Luiz Henrique pelo lado direito e o Felippe Cardoso como pivô. É óbvio que não dava para criar grande esperança com o novo comandante de ataque, mas ao menos deixou o time melhor distribuído em campo.

Os quarenta e cinco minutos finais foram praticamente um jogo de ataque contra defesa. Comandado pelo Paulo Henrique Ganso, que teve uma boa atuação, o Fluminense massacrou. A entrada do Miguel deu uma incendiada ainda maior no time. Porém, faltou qualidade na hora de finalizar e também de dar o passe final.

A equipe pernambucana sequer conseguia sair de seu campo. O Sport estava entregue. Não seria exagero algum afirmar que o Fluminense poderia ter goleado no segundo tempo. No entanto, futebol é bola na rede. E só o campeão brasileiro de 1987 conseguiu balançá-la durante os noventa minutos.

Derrota inaceitável, mas que deixa a mensagem de que ninguém passa impune quando se tem Egídio no time e um elenco pessimamente montado.

Curtinhas

– Ganso jogou bem. Resta saber se convenceu o Odair Hellmann…

Luccas Claro mostrou muita personalidade para arriscar subidas ao ataque pra lá de ousadas.

– André é bola, mas passou a impressão de que estava um pouco nervoso.

– Quem assinou o cheque para a contratação do Egídio?

– Não sei se seria solução, mas gostaria de ver o Samuel Granada ou John Keneddy no comando de ataque. É o que ainda não foi testado…

– Reforços para ontem!

– Segue abaixo, o vídeo pós-jogo no canal do Explosão Tricolor.

Forte abraço e ST!

Vinicius Toledo

PUBLICIDADE