O que será do Fluzão?




Foto: Vinicius Toledo / Explosão Tricolor

Internacional hoje, América MG no próximo domingo. A duas rodadas do final do primeiro turno, o futuro do Fluminense no campeonato continua uma grande incógnita.

Nesse momento os torcedores se dividem em três:

– Tem quem apenas reze pra que cheguem os 46 pontos.

– Há aqueles que defendem que nunca foi tão fácil chegar na pontuação de Libertadores.

– Por fim, aparece aquele torcedor que vai na coluna do meio, aquele que acha que o Fluminense não vai brigar nem pra cair e nem por uma sexta posição no campeonato.

Eu me encaixo, infelizmente, nesse último grupo. Aquele que é chamado de otimista pela “galera dos 46 pontos” e que tem o seu amor pelo clube posto em dúvida pelo pessoal do “Libertadores ainda dá”.

Convenhamos, se o Fluminense tem nos ensinado uma coisa nos últimos anos é a ser pelo menos realista. Não tem uma semana que se passe sem uma notícia ruim envolvendo o clube.

É atraso de salário, venda de jogador, diretoria fazendo besteira, patrocinador que não cumpre com seus compromissos… Enfim, motivo é que não falta pra pessimismo.

Porém, eu já vi jogos o suficiente pra saber que, apesar de combalido pelas administrações desastrosas que passaram pelas Laranjeiras, o Fluminense ainda guarda um pouco da magia de outrora.

É um tal de vencer jogos improváveis, criar jogadores identificados com a torcida, ter artilheiro do campeonato… Alguma coisa acontece que sempre segura a mística da camisa tricolor.

Talvez seja a alma do clube. Talvez seja aquele resquício de altivez tricolor que faz com que o sentimento exploda quando a armadura das três cores entre no gramado e a gente esquece um pouco dos problemas da vida real.

Não sei.

Só o que sei é que existe alguma coisa que me impede de ser pessimista com o Tricolor. Acho que só amor explica.

Mesmo o time sofrendo com alguns perebas nesses últimos anos, mesmo com o clube padecendo na mão de administrações pra lá de duvidosas, resta o sentimento pelo clube. Resta aquela sensação boa de dia do jogo do Fluzão.

Vai ver que é o verde da esperança no nosso uniforme, ou então o sangue do encarnado que corre nas nossas veias…

Já desisti de tentar entender, porque, como diz aquele ditado… Somente o que sentimos justifica o que fazemos.

Vamo pra cima dos caras. Faca nos dentes e três pontos na conta.

No mais, VENCE O FLUMINENSE!!!

Pitacos do Toni:

– Parece que teremos força total contra o Inter. Poupar ou não o Sornoza? Eu acho que se for pra escolher um jogo pra poupá-lo, sinceramente, que seja o jogo da Sula, que já tá 2 x 0 pra gente.

– Se fosse pra apostar, vocês diriam que o Marcelo Oliveira vem com três atacantes ou três volantes? Eu aposto na segunda opção, infelizmente.

– Cinco jogos nos próximos 18 dias. Sequência pesadíssima. Vai ter que rodar elenco e é aí que entra a minha preocupação. Tirando o ataque, que tá cheio de gente, nossos outros setores não têm tanta opção…

– Defendo o Pedro desde que comecei a escrever nesse espaço, inclusive já fui xingado por conta disso. Hoje o cara é unanimidade no Brasil. A torcida às vezes tem pouca paciência com a molecada, o que não é só culpa dela. Se tivéssemos times com oportunidades pros jogadores da base se integrarem aos poucos, sem pressão excessiva a situação talvez fosse outra.

– Por falar em base, essa semana saiu uma matéria mostrando que o Flu, junto com o Santos, foi quem mais revelou jogadores brasileiros pras grandes ligas europeias. Cadê esse dinheiro? Por que alguns desses jogadores ficaram tão pouco tempo no clube?

Toni Moraes

Clique aqui para seguir o Explosão Tricolor no Instagram

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE