Paulo Angioni explica polêmica envolvendo o jovem Daniel Lima




Foto: Mailson Santana / Fluminense F.C.



Lateral-direito havia sido relacionado para o amistoso contra o Botafogo, mas foi cortado da partida do último sábado

Em entrevista concedida ao portal “Globo Esporte”, o diretor executivo de futebol do Fluminense, Paulo Angioni, se manifestou sobre a polêmica envolvendo o lateral-direito Daniel Lima, de 21 anos, que foi afastado do amistoso contra o Botafogo, no último sábado (25). Angioni explicou o motivo do corte e deu a versão do clube para o imbróglio com o empresário do jogador, Ulisses Jorge. O dirigente tricolor confirmou que o atleta foi cortado da partida por conta de um desacerto em relação à renovação do contrato entre as partes.

– Eu procurei o representante do jogador. A primeira proposta deles não era renovar com o Fluminense, era de tirar o jogador, levar ele agora. Eu disse: “Não tem hipótese”. E deixando 20% dos direitos econômicos do jogador, quando o Fluminense tem 70%. Porque 30% é do clube Santa Cruz de Campo Grande, no Rio de Janeiro. Qualquer ação que o Fluminense venha a fazer tem que contemplar o clube que tem os 30%. Então juridicamente não pode fazer isso E o que aconteceu? A gente entendeu que não era correto porque corria (risco de) um processo jurídico com o clube formador. O que o Fluminense fez? Vamos tentar renovar. Isso foi perdurando, e surgiu uma possibilidade de renovação. E ele estava no grupo que estava atendendo ao profissional naquele momento. Com as ausências do Gilberto e do Igor Julião, ele e o Calegari teriam a oportunidade de jogar 45 minutos cada um. Como não houve avanço, não tinha porque colocá-lo. Não era justo com a instituição Fluminense colocar um jogador que o agente não tinha interesse em mantê-lo aqui. Foi por isso que ele saiu – disse Paulo Angioni. 

Paulo Angioni reconheceu que a diretoria poderia ter procurado o atleta e seu representante mais cedo para abrir negociação. Porém, apesar do mal-estar entre diretoria e empresário, o diretor garante que as negociações continuam e ainda não jogou a toalha pela renovação:

– A gente continua tentando renovar, todas as pessoas falam que é um jogador de qualidade. Acho que o que demorou foi, no momento em que viram que tinha, qualidade antecipar a renovação. Talvez o equívoco tenha sido esse. Vamos continuar lutando para renovar, em último caso a gente vê o que é melhor para o Fluminense – finalizou.

Daniel Lima chegou ao Fluminense no fim de 2018 e tem contrato até o final de 2020. Titular no sub-20, ele disputou 35 partidas em 2019 e marcou um gol. O lateral-direito fazia parte do elenco sub-23 desde a pré-temporada e havia sido integrado ao profissional semana passada.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE