Presidente da LaLiga, da Espanha, formaliza proposta para a gestão da liga brasileira; saiba detalhes






Javier Tebas se reuniu com representes de clubes das Série A e B do Brasileirão

Dirigentes de clubes das Série A e B do Campeonato Brasileiro se reuniram nesta terça-feira (15), em São Paulo, com o presidente da LaLiga, Javier Tebas, e representantes das empresas XP Investimentos e Alvarez & Marsal. De acordo com a assessoria de imprensa do evento, apenas o Palmeiras não compareceu entre os grandes clubes.

O dirigente espanhol apresentou aos clubes uma proposta de organização e administração da liga que poderá ser criada no Brasil. Havia a expectativa da apresentação de um investidor para comprar 25% da liga brasileira, mas isso não aconteceu.

Em sua apresentação, Javier Tebas detalhou como é o modelo de divisão das receitas com direitos de transmissão na Espanha e na Inglaterra e apresentou uma sugestão para a futura liga nacional. Segundo ele, o ideal seria distribuir o dinheiro da seguinte forma entre os clubes:

50% igualitariamente;
25% de acordo com a performance;
25% de acordo com exposição e audiência (incluindo ocupação de estádios)

A sugestão é para que as receitas com os direitos internacionais de transmissão também sejam divididas de forma igual entre os clubes.

A LaLiga não entraria na parte financeira do projeto, o que ficaria por conta da XP. Caberia ao grupo espanhol utilizar a experiência na organização e capacidade operacional, sendo avalizadora do modelo a ser implementado no Brasil.

– Na La Liga, temos o objetivo de ajudar o desenvolvimento do futebol e sua indústria. Com a proposta que estamos fazendo em conjunto com a XP e a Alvarez & Marsal, queremos oferecer, no Brasil, todo o conhecimento que adquirimos ao longo dos anos para propor um modelo de negócio que seja financeira e administrativamente adequado para apostar no crescimento do futebol no Brasil. Hoje apresentamos aos clubes brasileiros uma proposta que inclui as melhores práticas da LaLiga e a forma como conseguimos ser uma das competições desportivas mais eficazes em termos de desenvolvimento de negócios e de estabilidade financeira – afirmou Javier Tebas.

Na semana passada, os clubes conseguiram avançar junto à CBF pela criação da liga. Os times aceitaram a manutenção da distribuição do peso dos votos de cada categoria nas eleições da entidade. Em troca, a CBF se comprometeu a apoiar a criação de uma liga.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE