Mário Bittencourt faz duras críticas a Allan e promete acionar Atlético-MG e Liverpool na FIFA






Mandatário tricolor se manifestou pela primeira vez sobre a polêmica ida de Allan para o Atlético-MG

Presente durante a apresentação dos atacantes Caio Paulista e Felippe Cardoso, na tarde desta sexta-feira (10), o presidente Mário Bittencourt se manifestou pela primeira vez sobre a polêmica ida do volante Allan para o Atlético-MG. Em comunicado à imprensa, o mandatário afirmou que o meio-campista foi desleal na negociação com o Fluminense. Por fim, o dirigente tricolor informou que irá acionar o jogador, o clube mineiro e o Liverpool, da Inglaterra, na FIFA.

– Ele nos deu a palavra que ficaria, mas depois não quis. Faltou lealdade com as nossas conversas. Nenhum jogador é maior que o Fluminense. A atuação do Liverpool no caso é reprovável. Vamos acionar o atleta, o clube inglês e o Atlético-MG na FIFA. Não tem mágoa. Que ele seja muito feliz lá. Soube que tiveram muitas ofensas ao jogador pelas redes sociais, peço a torcida que não faça isso. A gente fica triste, mas faz parte. Não tem necessidade de se criar uma guerra, foi apenas mais um jogador que passou pelo Fluminense – disse Mário Bittencourt.

Mário Bittencourt ainda fez questão de detalhar toda a negociação envolvendo o Fluminense, o Liverpool e o atleta. O mandatário tricolor foi enfático ao afirmar que o clube inglês fez leilão por Allan.

– Antes do último em jogo em 2919 conversei com O Allan, que mostrou muita vontade em ficar. Dia 11 de dezembro apresentamos uma proposta salarial. Ele fez uma contraproposta, que foi aceita. A partir do dia 12 de dezembro começamos a falar com o Liverpool. Mandamos um e-mail pedindo autorização pra negociar. Dia 18 pedimos as condições para a renovação. No dia 22 eles informam que havia uma negociação com outro clube. No dia 23, aceitaram o parcelamento em 24 vezes. Mais 20% de uma futura venda. Depois mudaram o discurso porque receberam outras propostas. Dia 5 de janeiro aumentamos a propostas, mantendo o parcelamento. Eles pediram mais um pouco para parcelar em 24 vezes, além de uma entrada maior. Aí as notícias chegaram de que o atleta estava em BH para negociar com outro clube. O Liverpool diz que ele não tem autorização para negociar e manda o contrato de compra e venda. Até que num dado momento o atleta nos comunica que não tem nada a ver com isso, e que se resolvam. Até que um dia o representante diz que o negócio foi fechado com o atleta. O Liverpool entra em cena e resolve, informando que o atleta gostaria de jogar no Atlético-MG. Trabalharam o tempo inteiro para jogar o preço para cima. Minimamente foi uma conduta antiética. Negociação paralela com duas instituições, jogando o preço para cima. No português claro, fez um leilão – ressaltou Mário Bittencourt.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE