Prova de fogo




Foto: Mailson Santana/ FFC



Finalmente, a diretoria bateu o martelo e decidiu efetivar o Marcão como novo técnico do Fluminense. Bom ou ruim? Só o tempo dirá. No entanto, dá para afirmar que é uma aposta de risco. Não, isso não é uma crítica. É apenas a realidade dos fatos.

Por mais que o novo comandante tricolor seja muito identificado com o clube e tenha o carinho da torcida, não sabemos o que ele tem a oferecer de fato. Com certeza, camaradagem com a rapaziada e discurso motivacional não faltarão. Por um lado, isso é até legal. Porém, ainda faltam dezesseis jogos. Ou seja, muita água vai rolar. Em plena reta final de temporada, o time precisará do dedo do treinador.

Sendo assim, não há como não ficar com um grande ponto de interrogação em cima da cabeça. Em junho, Marcão chegou para ser auxiliar definitivo. Entretanto, quase quatro meses depois, ele é efetivado no comando técnico. É uma oportunidade de ouro, mas ao mesmo tempo é uma gigantesca responsabilidade que ele está assumindo. De qualquer forma, só o fato de encarar o desafio já é uma atitude de quem não está acomodado.

Apesar de considerar uma grande aposta de risco, penso que não havia outra alternativa melhor no momento. Nenhum medalhão viria mesmo por conta de “n” motivos, em especial, o financeiro. Já os de segundo e terceiro escalão não passam confiança alguma, pois, recentemente, nenhum deles entregou algum trabalho razoavelmente decente.

Portanto, mesmo diante de tantas incertezas, só me resta torcer bastante para que o Marcão dê muito certo à frente do comando técnico tricolor. Terá o meu total apoio, mas jamais taparei o sol com a peneira, afinal de contas, isso aqui é Fluminense Football Club, ou seja, quem assume esse gigante, tem que aguentar a pressão.

Prova de fogo para o Fluminense e o próprio Marcão.

Curtinhas

– Não entendi nada da recontratação do filho do Oswaldo de Oliveira. Foi demitido na semana passada, recontratado agora… Bem confuso!

– Nenhum de nós está satisfeito com muitas coisas, mas abrir guerra com alguns jogadores é tiro no pé.

– Lembre-se do seguinte: ainda faltam dezesseis rodadas, ou seja, é com o atual elenco que iremos até o final.

– Com grande chance de debandada de alguns dos principais jogadores no final do ano, sou a favor da renovação com o Daniel.

– É bom a diretoria acertar logo a renovação do Evanílson…

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE