Saiba porque o Fluminense deixou de constar na lista da CBF de clubes formadores




Foto: Mailson Santana / Fluminense F.C.



Fluminense já formalizou o pedido de novação do certificado de clube formador

Ao menos temporariamente, o Fluminense perdeu o certificado de clube formador da CBF. A nova lista publicada pela entidade máxima do futebol brasileiro não contém o Tricolor, uma das equipes mais reconhecidas pelo trabalho de base. A confusão, entretanto, foi causada também por um impasse.

Conforme manda o regimento, o Fluminense precisaria enviar um documento à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) com as informações necessárias para renovar o status junto à CBF. O clube o fez no dia 3 — o prazo era até o dia 8. A FERJ, entretanto, usará dos 40 dias a que tem direito para analisar o documento e só então dar o aval para encaminhá-lo à confederação nacional.

Às turras com a FERJ desde as discordâncias pelo retorno do Campeonato Carioca, o Fluminense, internamente, acredita que a entidade estadual utilizará do prazo apenas como retaliação. O presidente Rubens Lopes, inclusive, entrou com ação judicial contra Mário Bittencourt, mandatário do Tricolor, por calúnia, difamação e injúria após críticas públicas feitas pelo cartola.

O impasse prejudica, mas não impede o Fluminense de manter o status. O clube, agora, aguarda para regularizar a situação e tentar subir para a categoria A — está na categoria B desde 2015, sendo o primeiro grande do Rio de Janeiro a obter o certificado.

Vale ressaltar que o certificado tem como objetivo garantir um padrão de qualidade dos centros de treinamento e dos departamentos de base dos clubes brasileiros, bem como dar garantias a estes clubes com relação aos seus jogadores de 14 a 16 anos, como, por exemplo, em caso de aliciamento de atletas.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: UOL Esporte

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE