Sentimentos opostos




Foto; Vinicius Toledo / Explosão Tricolor



Que domingo, hein! Primeiramente, um sacode de 3 a 0 da Portuguesa e a lanterna no falido Campeonato Carioca. Depois, vaga na fase de grupos da Copa Libertadores da América. Pois é, sentimentos totalmente opostos. Ou melhor: um louco carrossel de emoções!

Sobre o jogo no Maracanã, nem é necessário alongar muito. O Tricolor precisou sofrer um gol para acordar no jogo. Dos 25′ até o apito para o intervalo, só deu Fluminense. Porém, o ataque não teve competência para estufar a rede adversária. Não seria exagero algum afirmar que a molecada poderia, no mínimo, ter virado o jogo antes de descer para o intervalo.

Assim como no primeiro gol sofrido, a defesa tricolor também colaborou nos outros dois. Atuação apavorante do sistema defensivo, em especial, do recém-contratado Rafael Ribeiro e do volante Caio Vinícius. O título do pós-jogo do Explosão Tricolor resume com perfeição o que foi o duelo: “Com show de horrores da defesa e incompetência do ataque, Fluminense é goleado pela Portuguesa“.

Apesar da inaceitável e vexaminosa goleada sofrida, a noite de domingo terminou boa para o Fluminense. Com o título conquistado pelo Palmeiras na Copa do Brasil, o Tricolor garantiu vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Justo e merecido!

Sobre o que esperar da jornada tricolor na maior maior competição do futebol sul-americano, aí é outro papo, mas é muito bom ver o Fluminense retornando à elite do futebol sul-americano.

Curtinhas

– O jogo contra a Portuguesa só confirmou o que a torcida do Náutico já falava sobre o Rafael Ribeiro. A pergunta que não quer calar: “Qual foi o critério da diretoria para contratar esse jogador?”

– John Kennedy está marrento… Humildade, garoto!

– Gabriel Teixeira teve mais uma atuação de encher os olhos. Além da rapidez de raciocínio para a tomada de decisões, ele tem uma precisão acima da média nas finalizações de longa distância. Pode até parecer precoce, mas acho que o garoto já pode sonhar, no mínimo, com uma vaga no banco de reservas da equipe principal.

– Sou um crítico do Ganso, mas até que gostei da atuação dele. Se jogar como em 2019, que foi algo aceitável, será um reforço.

– Será que o Globo Esporte vai mandar a camisa do Inacreditável F.C. para o Samuel Granada?

– Último jogo do Fluminense no Maracanã pela Libertadores foi no dia 2 de julho de 2008. Treze anos se passaram, mas a ferida segue aberta…

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



Jogos da 2ª rodada da Taça Guanabara

Sábado (06/03)

18h

Macaé 0x2 Flamengo – Maracanã

21h

Volta Redonda 1×0 Vasco da Gama – Raulino de Oliveira

Domingo (07/03)

15h30

Nova Iguaçu 0x0 Madureira – Laranjão

16h

Fluminense 0x3 Portuguesa – Maracanã

18h

Boavista 2×0 Bangu – Elcyr Resende

20h15

Botafogo 3×0 Resende – Nilton Santos

PUBLICIDADE