Show da vida: de Everaldo ou de Truman?




Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



SHOW DA VIDA: DE EVERALDO OU DE TRUMAN?

No caso Everaldo, independentemente de os trâmites jurídicos nos serem favoráveis, pois temos o direito de exercer a compra de 50% de seus direitos econômicos até o dia 17 de maio, por R$ 2 milhões de reais, a imprensa mineira não pode publicar a transferência iminente do nosso jogador para o Cruzeiro sem reprimendas e/ou ingerências imediatas dos nossos gestores – mesmo que o tema seja de conteúdo requentado, fake ou apenas uma mera cavadinha de A ou B. Vão para mídia, porra! Deem satisfações aos tricolores! Caramba, de que adianta travestirem-se de “machos” e orgulharem boa parte da nossa galera, como no episódio recente da celeuma sobre o Setor Sul do Maraca, e num outro tema, tão relevante quanto o primeiro, os caras se calarem?

Se estas informações corresponderem à verdade, e se o tal empresário do Everaldo estiver mesmo com passagem marcada pra BH, com o intuito de abrir negociações com a Raposa Mineira, que ele seja terminantemente proibido de transpassar os portões de Álvaro Chaves, 41, ou do CT Pedro Antônio Ribeiro da Silva! Será o momento de Abad e cia. esmurrarem a mesa e botarem pra correr essa corja que pretende utilizar o Fluzão de trampolim profissional, político e financeiro!

Os malandros da administração tricolor não aprendem. Via de regra são contumazes em ocultar as suas auras e resguardar indevidamente os seus pescoços diante das inúmeras polêmicas – e porradas injustas – que nos cercam!

Na realidade nua e crua, vivemos mais um show de horrores do que contos de fada. Aliás, sequer podemos subsistir sob os auspícios de quaisquer sugestões de filmes, sejam os bons, protagonizados por Jim Carey, ou os medianos, tendo como estrelas o Everaldo, seus empresários e os intermediadores destas surreais negociações!

Passou da hora de marcarem logo essas novas eleições. Chega desse silêncio ensurdecedor!

Ricardo Timon



PUBLICIDADE