Só o tempo dirá




Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC



Só o tempo dirá

O que falar sobre o clássico contra o Vasco? Sinceramente, não gostei muito do que vi. Primeiramente, o nosso goleiro falhou no gol cruz-maltino. Na lateral-direita, o Léo não jogou rigorosamente nada. Fraco. Já na esquerda, Ayrton Lucas teve atuação razoável. Sobre a zaga, só elogios. Gum e Digão mostraram segurança e tranquilidade.

Com relação ao meio-campo, Richard é lutador, mas continua errando muitos passes e abusando de fazer faltas. O Dodi jogou? Jadson fez o seu conhecido feijão com arroz bem temperado. Quando o Sornoza será decisivo com a camisa dez do Fluminense?

No ataque, o mesmo de sempre, ou seja, Marcos Junior lutando contra suas limitações, mas sempre honrando a camisa, e o Pedro mostrando que é o melhor centroavante em atividade no país.

É, meus amigos, não tá fácil. O Fluminense até criou as melhores chances do jogo, mas faltou competência na hora de finalizar e até para evitar o gol do adversário.

Por sorte nossa, o campeonato está nivelado por baixo, mas o Marcelo Oliveira terá muito trabalho. O nosso treinador não é milagreiro, mas pode escalar melhor. Eu tentaria o Roger Ibañez na cabeça de área. Tem futebol, pulmão e sabe atuar como volante.

Não sei até que ponto as contratações somarão, mas achei válida a aposta no Luciano. Sobre o Everaldo, vi alguns elogios de quem acompanha de verdade a Série B, mas com a ressalva de que necessita melhorar nas finalizações. Já o Júnior Dutra, confesso que não me empolga. Com relação ao Bryan Cabezas, se realmente for contratado, terá a missão de ser o primeiro equatoriano a se dar bem no futebol brasileiro.

Só o tempo vai dizer se o Marcelo Oliveira conseguirá fazer esse time andar de forma competitiva, mas uma coisa me preocupa muito: a possibilidade de perder o Pedro para o restante da temporada. Perdê-lo para o restante da temporada poderá ser um tiro no pé para as pretensões do Fluminense na temporada. É de extrema importância que a diretoria consiga mantê-lo até o final do ano.

Rapidinhas:

Richarlison – Se venda para o Everton for realmente concretizada, o Fluminense levará pouco mais de R$ 19 milhões. Considerando que a folha de futebol está na casa dos R$ 3 milhões mensais, acredito que dê para manter a folha salarial em dia até o final do ano. Seria muito bem-vindo.

Torcida – Apesar da calamitosa gestão do presidente Pedro Abad, a torcida tem que abraçar a equipe e até o treinador. O Fluminense tem que estar acima de tudo!

Promoção – Uma promoção de ingressos para o jogo contra o Palmeiras seria muito bem-vinda.

Futebol diferente – Na campanha da última eleição, o presidente Pedro Abad prometeu que faria um futebol diferente. Pouco mais da metade do seu mandato, o futebol do Fluminense da “Era Pedro Abad” possui a seguinte performance: 110 jogos, 43 vitórias, 30 empates, 37 derrotas, 168 gols pró e 135 gols contra. O aproveitamento é de 48,18%. Como não dá para discutir com números…

Forte abraço e Saudações Tricolores!

Vinicius Toledo



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE