Um presente de verdade para o Fluminense




Na semana passada, publiquei um texto para expor um pouco sobre a minha visão em relação ao Marketing do Fluminense. Abordei apenas dois temas: o fornecimento da Under Armour e a ausência de uma loja virtual.

Nesta segunda, estou voltando justamente para falar sobre o Fluminense não ter a sua própria loja virtual. No início do ano, o CEO do clube, Marcus Vinícius Freire, afirmou que a loja estava para sair. Passados quase quatro meses, ainda não há nem sinal dela…

Com o Fluminense passando uma enorme crise financeira, qualquer receita extra seria muito bem-vinda. No caso de uma loja virtual, o clube está deixando de arrecadar um considerável valor mensal. 

Um exemplo rápido baseado em números não oficiais:

Supondo que a Under Armour cobre ao revendedor o valor de R$ 85,00 por uma camisa oficial. 

Segundo informações, o Fluminense ganha cerca de 20% por cada peça adquirida pelo revendedor.

Com o clube vendendo a peça por cerca de R$ 150,00, ele ganharia os R$ 17,00 mais R$ 65,00 de  lucro na venda realizada em sua própria loja.

Se projetarmos os lucros numa escala de acordo com o tamanho da nossa marca e com uma variedade de produtos, temos a certeza do quanto o Fluminense está dormindo no ponto, correto? 

Diante deste cenário, andei conversando com a minha equipe da agência sobre o tema. A conversa rolou, ideias surgiram e resolvi anunciar que estou oferecendo de presente ao Fluminense Football Club uma loja virtual caso o projeto divulgado pelo CEO ainda não tenha saído do papel.

Será que o clube topa? Já passou da hora do clube criar esse tipo de receita. 

Para quem comenta que a gente só critica e não aponta soluções para os problemas, uma boa semana e saudações tricolores!

Forte abraço!

Vinicius Toledo



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com



PUBLICIDADE