Vai cobrar dos seus amigos, presidente Mário Bittencourt?




Mário Bittencourt (Foto: Flu TV)



Primeiramente, a postura do time do Fluminense na derrota para o Bahia por 2 a 0, na Fonte Nova, pela penúltima rodada o Brasileirão, foi uma das mais vergonhosas da história do clube. Uma coisa é o time jogar mal, outra é se recusar a jogar.

Na saída do intervalo, Fred, que é um dos principais culpados desse vexame, pois perdeu um gol incrível no primeiro minuto do jogo, deu um discurso revoltado contra a falta de competitividade dos seus companheiros. E aí, vale até uma observação: em outubro, o próprio Fred criticou as vaias da torcida por conta do péssimo desempenho do time. Quase dois meses depois, o mesmo Fred falou até em porradaria no vestiário para esse mesmo time acordar para a vida. O mundo das voltas, né?

O show de horrores do Fluminense na capital baiano ainda teve um Luccas Claro cometendo bizarrices nos lances que originaram os dois gols do Bahia e o Marcos Felipe evitando uma goleada histórica.

Nessas horas, é muito fácil para o Fred chegar publicamente e falar até em porrada no vestiário. No final das contas, grande parte da massa cai nesse papo furado e ainda exalta a postura do ídolo. Porém, o difícil mesmo é apontar o dedo em direção à diretoria.

Pois é, o presidente Mário Bittencourt não pode passar batido, mas não pode mesmo. Logo ele, que sempre exalta o ambiente interno e faz questão de passar a imagem de um dirigente “boleiro raiz” e melhor amigo dos jogadores, tem que ser MUITO COBRADO. O que ele tem a dizer sobre essa vergonha na Fonte Nova? O time entrará assim contra a rebaixada Chapecoense na próxima quinta? Vai ter faxina das grandes para 2022? Contratará o Felipe Melo por uma fortuna mensal e o time seguirá sem técnico decente, laterais e um camisa dez de verdade?

Não dá mais para aturar muitas das decisões da atual gestão e, principalmente, todo o cenário montado por uma velha conhecida estrutura cuja missão é a de fantasiar um mundo só de maravilhas que não existe no Fluminense há décadas. Porém, essa tática geralmente é o suficiente para iludir grande parte da torcida.

Se esse time tiver o mínimo de vergonha na cara, o Fluminense conquistará uma vaga para a próxima Copa Libertadores, mas isso não poderá servir de motivo para comemoração alguma. Resta saber se o presidente cobrará do elenco…

Observações:

– Durante o programa Troca de Passes, no SporTV, o PVC disse que queria entender a permanência do Wellington entre os titulares.

– Mais de meio milhão de reais mensais para o Felipe Melo com o time precisando de técnico, laterais e um camisa dez é um dos maiores absurdos da história do clube.

– Siga-me no Twitter através do perfil @ViniFLU18 (clique aqui)

– Clique aqui e realize a sua inscrição no nosso canal do YouTube!

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo

PUBLICIDADE