Wagner vem jogando a temporada no sacrifício




Amigos Tricolores,

Muita gente não sabe que o Wagner vem jogando com dificuldades físicas quase que a temporada toda.

Eu não sabia! E fiquei sabendo após o primeiro jogo das semifinais contra o Botafogo, quando ele revelou na entrevista seu problema físico, que o limita bastante.

Desde o jogo contra o Nova Iguaçu, na segunda rodada, quando levou uma violenta entrada de um adversário, Wagner não foi mais o mesmo.

Ficou vários jogos parado, voltou aos poucos, mas ainda tem sérias limitações em seus movimentos, e vem jogando com algumas dificuldades.

No tal jogo contra o Botafogo na verdade não foi barrado, como muitos logo foram levados a pensar. A escolha pelo Vinicius foi pelo fato de o Wagner não estar muito à vontade para começar e tentar jogar a partida inteira. Foi opção deixá-lo no banco, para  entrar depois, jogando menos tempo e podendo contribuir melhor. Entrou aos 23 do segundo tempo.

Na ocasião Wagner disse:

“Infelizmente estou com a perna direita limitada de movimentos. Não consigo mexer os dedos e o pé por completo. Quando vou tocar a bola ou chutar, não consigo levantar a perna totalmente. Por isso comecei de fora, por opção nossa, para que eu entrasse no segundo tempo.”

Foi dele, inclusive, a jogada na linha de fundo que originou o cruzamento que gerou o escandaloso pênalti do Gilberto, que simplesmente espalmou a bola pateticamente.

Pouco depois deu uma arrancada num contra-ataque que quase gerou o terceiro gol, do Marlone, que concluiu mal e deixou de devolver a bola para três jogadores bem posicionados que entravam soltos pelo outro lado da área. Lembram?

Sobre o problema, Wagner afirmou na entrevista: “Tomei uma pancada no nervo ciático contra o Nova Iguaçu e perdi o movimento da perna do joelho para baixo. Fiquei três semanas sem conseguir mexer os dedos do pé, sem andar. A recuperação é lenta. Venho melhorando, mas o médico estima que somente em seis meses poderei ficar 100%. É uma contusão muito chata, que requer muita persistência.”

Algumas coisas muito injustas têm sido faladas sobre o Wagner, mas é incontestável que é um dos jogadores que mais se emprega numa partida de futebol. Participa com muita dedicação enquanto está em campo. Normalmente sai de uma partida exausto.

Imaginem isso com uma limitação de um movimento da perna…

No segundo jogo da semifinal começou jogando, e todos lembram que não foi bem. Falhou mesmo em alguns lances, inclusive ao perder a bola que gerou o segundo gol do adversário. Acabou substituído pelo Robert, no intervalo.

Crucificar nosso jogador não é o caminho. Acho que ele tem muito a contribuir neste Brasileirão, é um valoroso meia, criativo e muito combativo, e um de nossos melhores finalizadores de fora da área, o que por sinal temos muito pouco. Vamos aguardar sua evolução ao longo da competição, recuperando-se do problema que ainda o limita.

Aposto nele neste Brasileirão!

Porque O IMPORTANTE É O SEGUINTE: SÓ DÁ NENSE!!!

Por PAULONENSE

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

16855453812_de59033b48_z
Wagner deverá se recuperar totalmente e evoluir ao longo do Brasileirão.

PUBLICIDADE