Um Fluminense esculachado e largado




O torcedor do Fluminense quer mudanças para 2016 (Foto: Divulgação)

A pedra foi cantada aqui neste espaço na manhã deste domingo. Para quem não leu, clique aqui. Estava nítido que a formação escolhida pelo Abel Braga não faria o Fluminense andar em campo. Com dois laterais que nem deveriam mais vestir a camisa tricolor, três volantes, um meia longe da forma ideal e outro que não anda tão regular, era mais do que óbvio que não arrumaríamos nada contra o Grêmio. E olha que os caras entraram em campo totalmente esfacelados…

Para agravar ainda mais o cenário, as opções no banco de reservas não animavam em nada. Robinho, contratado por mais de R$ 7 milhões, ainda não é solução para nada. Marcos Junior? Há tempos precisa respirar novos ares. Peu? Só lá na badalada Samorin, da poderosíssima Eslováquia. E olhe lá! Nem vou comentar sobre o restante das opções para não desanimar ainda mais.

Apesar da ausência de um bom elenco, Abel tem a obrigação de dar o mínimo de padrão tático ao time, mas, infelizmente, não é o que temos visto. Tudo bem que não dá para fazer milagre sem ter um lateral decente no elenco, zagueiros aceitáveis e melhores opções ofensivas, mas a equipe era para estar num estágio mais avançado na parte tática. A questão física também é uma vergonha. Alguns garotos estão se arrastando em campo. Inacreditável e revoltante! 

Com toda sinceridade, o futebol do Fluminense está tão esculachado e largado que já nem sei mais qual seria o melhor rumo para salvar o clube de um possível rebaixamento. Gostaria muito de escutar do quarteto Pedro Abad, Fernando Veiga, Alexandre Torres e Marcelo Teixeira uma solução para evitar o pior neste final de ano. A bola está toda com eles. Será que aguentarão a pressão e terão capacidade suficiente para salvar o nosso Fluminense? 

O cenário é ainda mais perigoso pelo fato da atual gestão ter uma das maiores rejeições já vistas na história do Fluminense. Falta liderança, carisma e transparência. O Fluminense que temos visto ao longo do ano está muito mais focado em fazer o Social e os Esportes Olímpicos aparecerem bem na foto do que o próprio futebol. O site oficial do clube é o maior exemplo disso. Nas últimas semanas vimos membros de grupos políticos da gestão aparecendo em fotos de conquistas de campeonatos de xadrez, futebol de mesa (botão), mundial master de natação e outros.  

Jogar o Campeonato Brasileiro com uma equipe Sub-23 foi uma tremenda irresponsabilidade. Do presidente Pedro Abad, escutamos que teríamos a chegada de um ídolo. Cadê? Do vice-presidente geral, Cacá Cardoso, escutamos que o Thiago Silva e Marcelo seriam viáveis num futuro bem próximo. Por enquanto, só Frazan e Léo Pelé. E olhe lá… 

Espero que a diretoria tenha a humildade de reconhecer os seus erros e assumam de verdade esse grande problema. Sobre o papel da torcida, deixarei para falar nos próximos dias…     

Salve o Fluminense, meu Deus!

Vinicius Toledo

Loja---02

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE