Chega!!!




O Fluminense não pode ficar calado! (Foto: Vinicius Toledo / Explosão Tricolor)

Até quando, Fluminense?

Quando a gente pensa que a diretoria vai se fechar com o elenco e comissão técnica para encarar a luta contra o rebaixamento e lutar para avançar na Copa Sul-Americana, uma nova bomba estoura nos bastidores da atual gestão. O áudio com a fala do vice de futebol, Fernando Veiga, que foi vazado no WhatsApp, é uma verdadeira tragédia verde, branca e grená em todos os sentidos. Só faltou ele dizer que o Fluminense está morto, sepultado e com a missa de sétimo dia marcada.

A declaração de que o clube não pode pagar salários de R$ 20 mil mensais aos jogadores e nos equiparando ao Atlético-GO é digna de pedido de intervenção na gestão. A diretoria, em especial, os membros do grupo político da Flusócio, que estão na gestão desde 2011, devem uma explicação muito convincente ao torcedor tricolor.  

O choro e as lamentações da Flusócio não enganam mais ninguém. No áudio, o Veiga dá a seguinte declaração: “A gente encontrou o clube em um caos total”. Ele só esquece de mencionar que a própria Flusócio aprovou o caos citado por ele, ou seja, deram “ok” para as contas que destruíram a paixão de milhões de tricolores: O FUTEBOL.

O mais bizarro nessa história toda é o amadorismo e a tentativa de subestimar a inteligência da torcida tricolor. Outro dia, foi noticiado que o Fluminense é o sexto clube do país que mais arrecadou receita com venda de jogadores no período de 2012 até o presente momento. O valor total arrecadado foi de pouco mais de R$ 303 milhões. Alguns membros da Flusócio ainda tiveram a coragem de comemorar nas redes sociais! Ora bolas, comemorar o quê? Nem o nosso Centro de Treinamento foi concluído. Considerando que, segundo informações, a patrocinadora da época pagou entre 70% e 80% da folha salarial do futebol até o final de 2014, e as gordas receitas de TV, com direito a milionárias luvas, fica a pergunta: como é que o Fluminense encontra-se numa situação financeira tão calamitosa? Fizeram uma grande propaganda da auditoria realizada recentemente, mas deixo uma pergunta no ar: realizaram auditoria das contas do clube referente ao último mandato do ex-presidente Peter Siemsen? Da forma que a atual gestão condena os gastos dos dois últimos anos, isso seria o mínimo que deveria ser feito. 

Por falar em auditoria, o Fernando Veiga ainda disse no áudio que a ordem é cortar custos do futebol. Essa parte causou espanto a muitos tricolores, menos à minha pessoa. Na semana passada, escrevi aqui neste mesmo espaço, que a gestão está mais preocupada em focar o Social e nos Esportes Olímpicos do que com o futebol. Motivo? Para quem não conhece o processo político do clube, não sabe que as turmas do Social e Esportes Olímpicos são fechadíssimas com a Flusócio, ou seja, o ponto de partida deles em quantidade de votos é uma tremenda vantagem em qualquer processo eleitoral. Futebol? Mete uma equipe Sub-20, monta uma filial lá na segundona do Eslovacão e tá tudo certo! Falando em Eslováquia, gostaria de saber de onde está saindo a verba para manter a estrutura do STK Flu Samorin? Qual o valor mensal gasto? Quanto o Fluminense já gastou? Qual retorno até aqui?  

Um trecho do áudio do Fernando Veiga que não pode deixar passar batido é quando ele fala sobre o elenco e faz uma comparação do trabalho do Abel Braga com o do Jair Ventura, treinador do Botafogo. Roupa suja se lava nas internas, olho no olho, e não pelo WhatsApp. 

Triste, muito triste ver o Fluminense tão amador, praticamente falido e sem identificação alguma com o seu maior patrimônio: o torcedor tricolor. 

Para encerrar, o Fernando Veiga disse que acha engraçado quando a galera cobra criatividade da gestão. Pois é, Veiga, eu também acho engraçado pra caramba quando você e a Flusócio reclamam das finanças depois de terem aprovado as contas que destruíram o Fluminense durante um bom tempo. 

Para a galera do Marketing do clube, um recado: “Se vira nos trinta!” A maior oposição do Fluminense já tratou de acabar de vez com a imagem do clube com a torcida e o mercado. Vão ter que tirar leite de pedra!  

Ah, esqueci! A culpa é da torcida, ex-treinador, ex-presidente, ex-dirigente, organizada, ex-ídolo, imprensa, site, blogueiro, jornalista, política… Mas nunca é da Flusócio!

#AbraceOFluDiretoria

Forte abraço e Saudações Tricolores

Vinicius Toledo

Loja---02

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE